31 de dezembro de 2010

Sabesp esqueceu de novo?



Estou cansado de mostrar isso mais não vou desistir. Será que não tem um da prefeitura que pudesse andar pela ciclovia para encontrar inconsistências como essa e resolver o problema? As vezes parece que essa gente vai de helicóptero ao trabalho. Na Inglaterra os conselheiros da cidade de Bristol andam de bicicleta, andam de ônibus, usam a saúde e as escolas públicas, eles mesmos também fiscalizam a sua cidade. O que falta aqui é focar a necessidade pública. Parece que o foco aqui é descobrir como torrar o dinheiro do povo com obras.

Nota do Redator

Passei no dia seguinte após a gravação deste vídeo e o problema foi solucionado. Mas há vários cortes mais estreitos do que esse entre Mirim e Caiçara que permanece no local. Caso até semana que vem não sejam resolvidos, farei uma nova reportagem porque é muito chato só resolverem o problema que aponto aqui deixando as outras pendências. Por isso que sugiro que alguém da prefeitura ande de bicicleta e registre as inconsistências encontradas.

30 de dezembro de 2010

Cratera de R$ 145.059,18 do Caiçara Está Quase Tapada



Estou acompanhando semanalmente o desenrolar desta novela que custou R$ 145.059,18 ao munícipe de Praia Grande. Eu tenho agora conhecimento de todas as etapas de uma construção ou reparação de calçadão. Posso falar com ciência por que os pisos afundam e vou comprovar isso conforme o tempo for passando, a chuva for caindo e provocando erosão através da retirada da areia. Eu não vou dar os parabéns à prefeitura porque o problema está sendo resolvido depois de um ano praticamente. Se fosse feito no começo, talvez não se gastaria tanto dinheiro assim.

Nota de Repúdio

Gostaria de manifestar o meu repúdio aos viadutos que serão feitos para atender o Shopping Litoral Plaza. É uma vergonha, é um nonsense com o dinheiro público. Vão custar 32 milhões de reais ao povo (não se sabe quanto entrará da iniciativa privada) que na minha opinião só vai ajudar os ricos donos de empreiteiras e o Shopping. Eu sou da tese que é preciso investir dinheiro onde é preciso, onde há vulnerabilidade social, onde falta saúde, educação, lazer, esperança, futuro e emprego. Não reclamem da violência quando violentam a lógica, a razão e o bom senso. Praia Grande, terra das obras e da desesperança.

Leia a notícia toda que saiu no Jornal A Tribuna.

29 de dezembro de 2010

Bairro Caiçara e o Fim da Linha



Já mencionei em outras oportunidades o pesadelo do pedestre no Bairro Caiçara. O problema é que o problema continua, redundante mesmo. Tem tanta receita, a prefeitura arrecada montanhas de dinheiro, está na hora de investir onde é mais necessário. Vocês poderão ver que quem sofre é quem tem necessidades especiais. Este está largado a deus-dará. Mostro outro problema que é o típico de Praia Grande: o lixo.

23 de dezembro de 2010

Direto à Segurança não é garatido em Praia Grande



Infelizmente quando há muito dinheiro a prioridade não é gastar corretamente mas sim esbanjar. Mostro também neste vídeo a insegurança nas vias de Praia Grande. Motoristas são expostos a diversas armadilhas devido à burrice organizacional. Lamentável pagar uma conta de mais de 600 milhões de reais por ano para ter esse droga de serviço público.

20 de dezembro de 2010

Reflexões sobre o transporte público em Praia Grande



Para quem mora aqui em Praia Grande eu estou chovendo no molhado porque todo mundo sabe. Mas é importante ressaltar o que todo mundo esquece que é o fato de votarmos sempre nos mesmos. É importante que a gente guarde os nomes dos vereadores e do prefeito e não votar mais neles e nem em quem eles indicar. Outra coisa que gostaria chamar a atenção é a "teimosia" de manter a Piracicabana contratada de forma emergencial. O dono dessa empresa é o Nenê Constantino. Escrevam seu nome no Google para saber mais sobre ele... Aproveitando o ensejo, hoje (dia 20/12/2010) tem duas sessões extras na Câmara. Vocês sabem, esse dia, esse horário... Para o povo participar é que não é. Então, quem puder acompanhar nossos vereadores, eu agradeço.

Coincidência ou não, vejam o que acabou de ser publicado no site da Tribuna:




Segunda-feira, 20 de dezembro de 2010 - 15h38


Viação Piracicabana vence licitação em Praia Grande

De A Tribuna On-line


Créditos: Divulgação

A Viação Piracicabana venceu a licitação para a concessão de serviços de transporte coletivo urbano em Praia Grande. O novo contrato, homologado na última semana, será assinado nesta quinta-feira, no Gabinete do prefeito Roberto Francisco dos Santos.

A empresa, conforme informações da assessoria de imprensa da Prefeitura, atendeu todas as exigências feitas pela Administração. O valor do contrato será de de R$ 20 milhões.

As exigências da Prefeitura para a empresa vencedora são a reforma nos Terminais Rodoviários Tatico (Bairro Mirim) e Tude Bastos (Bairro Sítio do Campo); a construção de estações de transbordo (para transferências e embarque de passageiros) nos Bairros Samambaia e Vila Sônia; a construção de, no mínimo, 300 abrigos em pontos de ônibus; garagem para os veículos; sistema de monitoramento com GPS; 10 painéis eletrônicos nas paradas com informações sobre o transporte municipal e 69 ônibus na frota com, no mínimo, 10% dos veículos adaptados ao acesso de portadores de necessidades especiais.

O valor do contrato será de R$ 20.800.000,00 e todos os bens reversíveis (novas estações de transbordos, abrigos e painéis eletrônicos), após o término do contrato, passarão a pertencer ao patrimônio público. O contrato será válido por cinco anos, podendo ser renovado por igual período.

17 de dezembro de 2010

Minha manifestação pública sobre o IPTU de 40%

A Tribuna, 12/12/2010

Praia Grande


O aumento do valor venal dos imóveis em Praia Grande, para automaticamente aumentar as despesas dos contribuintes com pagamento do IPTU, foi feito de forma covarde. Por que os vereadores permitiram que se marcasse para as 10 horas, de segunda-feira, para votar uma lei tão importante como a revisão da Planta Genérica de Valores? As sessões são às 20 horas, todas as quartasfeiras. Por que não foi feita audiência pública? Praia Grande deveria ter um dos menores impostos do Brasil. Grande parte dos contribuintes, mais de 70%, não mora na cidade e portanto não utiliza os serviços públicos como saúde, educação, limpeza pública etc. Se não bastasse isso, como o povo pode contar com a independência do Legislativo quando o próprio vereador confessa que tem cargos na Prefeitura e tem medo que seus indicados sejam demitidos? Que todos os eleitores de Praia Grande guardem os nomes de todos os vereadores, pois todos votaram a favor dessa excrescência.

FRANZ JOSEF HILDINGER -­ PRAIA GRANDE


13 de dezembro de 2010

Isso é o máximo que a capacidade deles permite



Aqui está o retrato dos nossos representantes. Pelo conteúdo que eles têm, isso é o máximo que conseguem fazer por nós. Você que estudou, trabalha, vive num ambiente de muita competitividade, saiba que ao votar incompetentes, você está negando todo o seu esforço que realizou para ser alguém na vida. Saiba também que ao votar num incompetente que desconhece o que é ética e moral, você estará também empregando um monte de gente desqualificada que não conseguiu arranjar emprego por mérito próprio. Por isso que o máximo que eles conseguem nos oferecer é isso que está aí em cima: falta de capacidade. E você que pensa em vender o seu voto, saiba que esse lixo um dia pode ficar na frente da sua casa, que seus filhos poderão se tornar marginais, e você poderá morrer nas mãos de um incompetente. No relatório do Tribunal de Contas que postei na mensagem anterior, consta que a mortalidade infantil em Praia Grande está acima da média da região da Baixada Santista e acima da média do Estado de São Paulo. Isso não é por acaso...

10 de dezembro de 2010

Palácio da$ Arte$


CONSELHEIRO EDUARDO BITTENCOURT CARVALHO
PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO: 09/11/10
CONTAS ANUAIS
105 TC-001862/026/08
Prefeitura Municipal: Estância Balneária de Praia Grande.
Exercício: 2008.

Expediente TC-035842/026/08: o senhor Franz Josef Hildinger comunicou a ocorrência de possíveis irregularidades cometidas pelo Executivo de Praia Grande, acerca dos gastos com o projeto "Palácio das Artes". O Expediente serviu de subsídio para a análise das contas. A matéria foi tratada no próprio expediente, concluindo a auditoria que a Prefeitura efetuou gastos no valor de R$ 6.682.842,61, abrangendo a aquisição de equipamentos, instalações, aluguel e show inaugural. O órgão de instrução requisitou as cópias dos contratos e não foi atendido. Quanto ao custo benefício dos gastos com aluguel do imóvel firmado em 29/02/08, no valor de R$ 50.191,04 mensais, por um período de 5 anos, entendeu a auditoria que não restou claro sua economicidade, já que a Prefeitura poderia ter utilizado imóvel público, ainda que levasse mais tempo, completando que a Prefeitura sequer cobrou a dívida ativa do locador de R$12.933,16, referente aos exercício de 2006 e 2007.
(...)
VOTO PROFERIDO NA SESSÃO DE SESSÃO: 28/09/10

Contas anuais, pertinentes ao exercício de 2.008, da PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE.
(...)
Quanto aos gastos referentes ao "Palácio das Artes", no montante de R$ 6.682.842,61, abrangendo a aquisição de equipamentos, instalações e aluguel, a auditoria embora tenha requisitado os contratos envolvendo a execução da obra para análise, mais uma vez, não foi atendida. Já o contrato de aluguel do imóvel firmado no exercício, segundo o órgão de instrução, não restou claro sua economicidade. Por outro lado, o defendente nada alegou sobre a matéria. Sendo assim, proponho que o assunto seja tratado de forma autônoma, devendo, preliminarmente, a auditoria requisitar novamente a documentação para instruir. A instrução deverá segregar os contratos envolvidos, inclusive o de aluguel e os respectivos processos licitatórios e de dispensa ou inexigibilidade de licitação, se for o caso, ou ainda as despesas relacionadas à implantação do "Palácio das Artes".

Sendo assim, proponho que o assunto seja tratado de forma autônoma, devendo, preliminarmente, a auditoria requisitar novamente a documentação para instruir. A instrução deverá segregar os contratos envolvidos, inclusive o de aluguel e os respectivos processos licitatórios e de dispensa ou inexigibilidade de licitação, se for o caso, ou ainda as despesas relacionadas à implantação do "Palácio das Artes".

Registre-se a gravidade da omissão da autoridade em não atender requisição da auditoria, impossibilitando o livre exercício da fiscalização, o que é inconcebível num estado democrático de direito. Considerando, porém, que o desrespeito ocorreu no exercício seguinte ao ora examinado, reflexo nestas contas não pode haver.

É certo, contudo, que as deliberadas omissões serão devidamente analisadas nos autos apartados acima referidos.

Proponho a tramitação autônoma dos gastos envolvendo a implantação do "Palácio das Artes", devendo a auditoria, preliminarmente, requisitar novamente a documentação para instruir.

Os Expedientes TC-35842/026/08 e TC- 43082/026/09 deverão ser desvinculados dos presentes autos e passar a acompanhar o processo que irá tratar dos gastos de implantação do "Palácio das Artes".

EDUARDO BITTENCOURT CARVALHO
CONSELHEIRO

Leia todo o despacho:
http://www2.tce.sp.gov.br/arqs_juri/pdf/100131.pdf

6 de dezembro de 2010

Problema do Muro [Resolvido]



Um exemplo que deveria ser a regra, a Prefeitura resolveu o problema do muro destruído de forma rápida e eficaz. O muro restaurado ficou do jeito que estava antes. Isso prova que quando há um fato positivo no que tange ao escopo deste Blog, não há hesitação em parabenizar a Administração pelo feito. Parabéns.

5 de dezembro de 2010

Alerta de Segurança

Todo ano é a mesma coisa. Gente sendo assaltada, gente sendo morta. As pessoas precisam entender que além de incompetência, a administração deixa a desejar quanto à honestidade. Praia Grande vive um caos social porque ao invés de aplicar o dinheiro público no bem comum, investe-se em cargos sem concurso, empresas terceirizadas e aluguéis, muitos aluguéis. Portanto o dinheiro não chega onde mais precisa. É preciso considerar também que os serviços essenciais como Saúde, Educação, Segurança, Lazer e Cultura sofrem muito porque o dinheiro também não chega nesses serviços de forma que maximize a qualidade dos mesmos e por conseguinte a qualidade de vida do cidadão. O combate à droga é sofrível quando não se tem resultados positivos na Educação e Emprego. Sem perspectiva de um futuro melhor e na crença que o mal venceu na Prefeitura, os cidadãos procuram a droga para escapar da realidade. Juntando-se o vício e a falta de dinheiro o resultado só pode ser o crime. Pelo exposto, é importante que todos tenham consciência de não se exibirem com objetos que sejam facilmente vendidos e observar também quanto a largar carros, casa abertos facilitando assim a invasão de criminosos. E não se perca pelas aparências. Também não acredite nessas milhares de câmeras que custaram os olhos da cara do contribuinte. Muitas vezes as mesmas estão quebradas, ocas, e não direcionadas para os locais das ocorrências. Prova disso foi a morte na semana de natal de um turista que se recusou a dar sua corrente ao bandido no Calçadão da Praia Grande. A câmera que poderia ajudar era uma câmera sem anda por dentro, oca. O telefone da Guarda Civil Municipal é o 181 e o da Polícia Militar 190.

Como ganhar uma eleição em Praia Grande? Mentindo.


A inteligência do eleitor praiagrandense nunca foi tão subestimada como ficou evidenciada na sessão-canalha da manhã de segunda-feira que aumentou o IPTU de forma extorsiva, escorchante e confiscatória. Todas as desculpas dos vereadores caíram quando um deles disse que não tinha independência para votar porque tem cargos dentro da Prefeitura, e, entre seus amigos e parentes empregados na Prefeitura e o povo, ele escolhe ficar com seus amigos e parentes. Uma vez escrevi no jornal A Tribuna que votar nos políticos muitas vezes é garantir emprego para seus amigos e parentes. A prova de que eu não estou errado está aí.

Se não bastasse isso, cliquem na imagem para ampliar esse compromisso de eleição do então candidato e agora prefeito Roberto Francisco. Vejam que promessa dessa gente não vale nada e portanto não deveria valer o seu voto também.

Não se deixe enganar. Não vale o argumento de que a promessa foi feita pelo Roberto Francisco. Os vereadores deveriam fazer com que a promessa fosse cumprida e não endossando o estelionato eleitoral que é o que fizeram.

Penso que eleitor de Praia Grande merece respeito e que nas próximas eleições deveria pensar muito bem antes de votar. Errar é humano, persistir no erro é burrice.

3 de dezembro de 2010

Como vai ficar?

Como será que a SABESP vai entregar essas obras? Vai deixar as ruas PELO MENOS do jeito que encontrou?




2 de dezembro de 2010

Duas Sessões-Relâmpago e o Povo Tomou no IPTU



Duas sessões-relâmpago foram o suficiente para deflorarem os contribuintes de Praia Grande. Vejam como foram rápidos para votar traindo o eleitor.

Veja agora que a capacidade contributiva do povo não existe mais. Muitos não conseguem pagar o IPTU e têm seus imóveis leiloados para fazer receita.

http://goo.gl/utk8O

É importante saber que 40% de aumento no IPTU foi a média. Em bairros mais pobres como no Sítio do Campo, o valor venal dos imóveis foram reajustados em 456%.

VEREADORES DE PRAIA GRANDE


Marque seus nomes e não esqueça de não votar neles:
  1. Antonio Carlos Rezende (PSDB)
  2. Antonio Cavalcante da Silva (PSDB)
  3. Antonio Eduardo Serrano (PSB)
  4. Esmeraldo Vicente Dos Santos (PMDB)
  5. Euvaldo Reis Dos Santos Menezes (PDT)
  6. Francisco Rodrigues Bonito Neto (PPS)
  7. Heitor Orlando Sanchez Toschi (PSDB)
  8. Hugulino Alves Ribeiro (PSB)
  9. Katsu Yonamine (PSDB)
  10. Leandro Rodrigues Cruz (PMDB)
  11. Marco Antonio De Sousa (PMN)
  12. Paulo Emílio De Oliveira (PRB)
  13. Sergio Luiz Schiano De Sousa (PSB)

1 de dezembro de 2010

Povo não se interessou e IPTU foi a 40%

"Não haverá qualquer reajuste sobre os valores dos carnês do IPTU, nem mesmo reajustes inflacionários. Contamos com o crescimento vegetativo que, em Praia Grande, é por volta de 3% ao ano e que permite este não-reajuste".
Roberto Francisco, Prefeito de Praia Grande.




Votação unânime.

Veja se um desses vereadores foi aquele que você votou:

http://www.camarapraiagrande.sp.gov.br/?page=veradores

Sabesp sempre deixa rabo...



Quando é que alguém da Prefeitura vai ter coragem de enquadrar a SABESP? Nesse vídeo mostro o rastro de destruição por onde essa empresa passa. Tem lei para isso. É preciso apenas vontade política para que o nosso governo municipal se faça respeitar até pelo fato que aqueles que estão lá na Prefeitura, em tese, cuidam de nossos interesses.

05/12/210

Problema foi resolvido à meia-boca. Taparam o buraco na ciclovia mas não deixaram o calçadão do jeito que encontraram. Ficou aquele cimentão horrível.


POR OUTRO LADO...

Gostaria de parabenizar a Prefeitura. Num raro gesto de boa vontade, assim que foi levantado aqui o problema da destruição do muro no Mirim, no dia seguinte a mesma se mostrou presente e deu início à reconstrução do muro. Passei ontem pelo local e constatei que só falta o que vocês estão vendo ainda: a parte de cima do muro.


26 de novembro de 2010

Transparência é Preciso

Editorial

Acompanhado e perseguido por este que vos escreve, finalmente a Prefeitura como a Câmara publicam na Internet um portal para dar transparência às suas contas. Seria bom se não dependesse de uma Lei Federal para fazer isso mas por vontade própria. Devo reconhecer que essa iniciativa foi ótima e o trabalho apresentado é de boa qualidade. O cidadão agora pode acompanhar quem trabalha na Prefeitura ou na Câmara, a quem e quanto pagou cada centavo do dinheiro público, quanto foi recebido de receita no ano ou em determinada data. No item Convênios, penso que poderia também haver de quem a Prefeitura recebe e também as subvenções, ou seja, para quem a Prefeitura transfere dinheiro público. Penso também que poderia ser colocado os contratos realizados com os fornecedores. O cidadão que visse um pagamento, poderia clicar no nome da entidade e apareceria o contrato para ser visualizado. São apenas sugestões, porém a Prefeitura está de parabéns.

Veja os Portais de Transparência os quais fiz referência acima:

Prefeitura de Praia Grande
http://praiagrande.prefeitura.sp.etransparencia.com.br/portal/transparencia.aspx


Câmara de Praia Grande
http://praiagrande.camara.sp.etransparencia.com.br/portal/transparencia.aspx

18 de novembro de 2010

Câmara Inacessível



Cansado de ver os portadores de necessidades especiais sofrerem na Câmara de Praia Grande, gostaria de levar ao conhecimento de todos a minha revolta.

Uma Câmara que tem sérias acusações pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo sobre o mau uso do dinheiro público, deveria pelo menos encontrar alguma sobrinha da verba pública e facilitar a vida daqueles que querem acompanhar e fiscalizar as sessões da Câmara.

Sobre o despacho do Tribunal de Contas de São Paulo, Processo TC-00327/026/08, vejam a cópia neste link: http://www2.tce.sp.gov.br/arqs_juri/pdf/99097.pdf

10 de novembro de 2010

Cratera do Caiçara, Obras Começam



Nesta segunda-feira dia 8 de novembro começou a reparação e fechamento da cratera do Caiçara. Uma luta que começou há quase um ano e parece que vai ter um final feliz para a população praiagrandense. Não podemos deixar de agradecer a TV Tribuna e todos seus funcionários por levar ao ar todo o transtorno gerado por esse buraco. Certamente estaremos também quando a obra terminar e irei mostrar o buraco tapado. Acredito que como disse na entrevista.

7 de novembro de 2010

Mirim: Muro até agora não reparado

l

Já virou lugar comum a prefeitura fazer um oba-oba quando inaugura uma coisa. Sai na imprensa, os vereadores fazem elogios, é uma festa só. Mas passa-se o tempo e ninguém morreu, ou seja, tudo pode acontecer. E o que mais acontece, eu diria que é a regra, é a prefeitura não fazer a manutenção, a correção, o reparo, a limpeza, a substituição dos bens públicos em tempo que a gente pode dizer: foi rápido. Os problemas se arrastam e só mesmo protestando muito para a gente conseguir algo.

Dia 6 de novembro já passou e a promessa que foi feito pela Prefeitura à TV Tribuna sobre resolver o problema da cratera do Caiçara não foi cumprido. Passei lá às 18h00 e estava tudo a deus-dará.

Hoje faz duas semanas que reparei nesse muro destruído. Vamos contar quanto tempo vão levar para resolver mais este problema.

30 de outubro de 2010

Descaso Continua: Cratera da Vila Caiçara



Vai fazer um mês (e logo vai fazer um ano) que a cratera da Vila Caiçara ou Bairro Caiçara foi ao ar com a promessa de que 6 de novembro a obra iria começar... Mesmo sem começar, eu entendo que a segurança do povo está em primeiro lugar. A cratera é perigosa. Há lugares que está só na casca. Alguém pode se machucar. Mas para quem larga cães da raça pitbull no meio da rua não tem a preocupação para com o cidadão, vocês também não acham? Eu colocaria naquele local algumas barreiras para isolar o local, e, pediria que todo dia alguém que ganha para isso verificar se o vento, o mar, a chuva, um vândalo, etc., não tirou a barreira do local, e, se tirou, colocar outra. Isso é trabalho, é atitude, é zelar pela segurança do cidadão. Como demonstro aqui, o que estão fazendo (ou deixando de fazer) é um escárnio ao povo que vive, mora, paga seus impostos em Praia Grande. E preparem-se que vem mais imposto aí. Acessem o site da Câmara e vejam que tem nova proposta de código tributário. A primeira votação já foi e o Executivo venceu com unanimidade. Como digo aqui, nada em Praia Grande está tão ruim que a prefeitura não possa piorar!

15 de outubro de 2010

Aeroporto Simples, Porém Funcional



Tenho mais de 2 Gigabyte de filmagens que trouxe da Inglaterra e muita coisa não mostrei para vocês. Esse aeroporto como vocês podem ver, é pequeno, porém funcional. Quando se fala em aeroporto na Baixada Santista o segundo problema é o custo (o primeiro é a vaidade dos prefeitos). Penso que deveríamos seguir esse exemplo de Bristol. Muito se foi prometido à nossa região. Vamos agora cobrar dos políticos eleitos. Assim que começar o mandato deles, vou publicar seus e-mails, telefones, tudo para a gente começar a fazer pressão desde o primeiro dia. Peço que vejam esse vídeo e reflitam. Depois, vejam este outro vídeo que publiquei lá da Inglaterra sobre a economia que gira em volta de um aeroporto.

10 de outubro de 2010

Qual a solução para nossas latas de lixo?

Nossas latas de lixo são pequenas, pesadas, fáceis de serem vandalizadas. Existe solução para isso? Existe sim, basta pensar um pouco. Principalmente na orla, no calçadão, existe muita gente que anda por lá. É um convite ao turista, ao esportista, ao cidadão comum andar por aquele lugar. Na ditador Castelo Branco há muitos estabelecimentos que também vendem comida. Vamos pensar juntos: muita gente num mesmo local. Muitos estabelecimentos que vendem comida... quiosques também... Hmmm! Ah sim! O povo que está lá, vai se alimentar, talvez andando, e então terão que "desovar" o seu lixo. Muita gente gera muito lixo. Onde será jogado o lixo? No lixo! Abaixo vejam o que acontece na prática (afirmo que isso é uma regra e não a exceção).

A solução está abaixo. Vejam que a lixeira é bem maior. Na minha singela opinião, para Praia Grande, a lixeira ainda deveria ser o dobro disso. Vejam que há três coletores numa mesma lixeira: produtos recicláveis, lixo orgânico, bituca de cigarro. Muita gente poderia pensar que isso só daria certo num país de primeiro mundo. Eu acredito que Praia Grande poderia ser pioneira nisso. Se os pais são ignorantes, as crianças não têm o direito de serem - o poder público é o único responsável por não deixar isso acontecer. Educando as crianças para descartar corretamente o lixo, certamente elas ensinarão seus país e todos assim viveremos numa cidade menos irracional.

4 de outubro de 2010

Festa da Democracia. Festa da Porquice.



Festa da democracia. Festa da porquice. É isso aí. É assim que demonstramos nossa "racionalidade" nas eleições brasileiras. Como podemos esperar alguma coisa de nossos representantes e eles começam emporcando o nosso país para serem eleitos?

27 de setembro de 2010

Por que eles conseguem e a gente não?


Quem vive em Praia Grande sabe. As tampas que ficam no meio da rua estão sempre afundando. Mas por que? Eu não sou engenheiro mas o que vejo em outros povos é que eles conseguem fazer com que suas tampas não afundem. O pior não é isso, o pior é que os buracos são verdadeiras armadilhas para os motoristas e pedestres porque quando chove, eles somem na água, só que estão lá... O que fizemos de errado para merecer essa gente?

20 de setembro de 2010

E a Cratera Continua no bairro Caiçara



Não vou cansar de mostrar essa cratera que já a denomino monumento à incompetência. Essa cratera, quando pequena, saiu na TV Tribuna em 25/03/2010. Foi prometido ao telespectador, aos repórteres que seria resolvido o problema, mas até ontem, nada foi feito. O pior é o descaso para conosco, cidadãos, que pagamos impostos cavalares e, como vocês podem ver, para nada. A cratera está enorme e não temos representante do Caiçara na Câmara. Tenho certeza que mais todo que todos daqui da cidade, os moradores do Caiçara se sentem enganados.

NOTA DO EDITOR

Dia 06/10/2010 a TV Tribuna fez uma reportagem comigo no local onde o problema foi levando e levado ao conhecimento de toda população da Baixada Santista. A emissora fez um bom trabalho inclusive entrevistando alguém da Prefeitura de Praia Grande. A resposta sobre o porquê do descaso não me convenceu. No entanto, foi prometido que até dia 06/11/2010 iriam começar a fechar o buraco. Foi dito também que iriam fazer uma licitação para contratar uma empresa. Na minha opinião o cidadão não entende de licitação e na minha opinião até lá não vai ser contratado empresa alguma. O que vou fazer? Vou acompanhar o que vai acontecer, e se for montado um teatro para fingir que estão trabalhando, irei denunciar de novo. Segue abaixo o vídeo exibido na TV Tribuna filiada à Rede Globo onde pude mostrar o meu descontentamento com a inércia municipal.

http://is.gd/fTB4a

12 de setembro de 2010

O Onze de Setembro de Praia Grande



Onze de setembro é o dia que o mundo lamenta pelos covardes atentados terroristas que ocorreram nos Estados Unidos da América. Há dois anos também em 11 de setembro o povo de Praia Grande viu o dinheiro público indo para um imóvel que nem dele é. Uma reforma milionária que custou aproximadamente 5 milhões de reais para - repito - um imóvel que nem do município é. Se o imóvel não é do município, então, logicamente, para usá-lo, nós, povo, pagamos aluguel por ele. Para mim isso representa uma cusparada na cara da população. Pior que esse palácio alugado só mesmo o cartódromo.

7 de setembro de 2010

Carta Aberta aos Vereadores de Praia Grande

Praia Grande, 6 de setembro de 2010.


Prezados Vereadores de Praia Grande,

Pela enésima vez a Prefeitura lança mão do hediondo contrato emergencial do Transporte Público mantendo a atual empresa Piracicabana.

Pela enésima vez errou quem fez o Edital, ou seja, da Prefeitura.

Eu espero muito que não seja um jogo de cartas marcadas onde se erra de propósito esperando que o Tribunal de Contas dê pau e faz-se então o contrato emergencial.

Ainda na notícia vinculada no jornal Gazeta do Litoral do último sábado, percebe-se o total desprezo pelo dinheiro público (contrato emergencial é sempre mais custoso aos cofres públicos) quando a fonte diz ao repórter: " Para a continuidade dos serviços, a Prefeitura prorrogou por 180 dias o contrato emergencial com a atual empresa responsável pelo transporte público, a Viação Piracicabana. Caso haja necessidade, o prazo, que vencerá em dezembro, poderá ser prorrogado novamente". Se meio ano, 180 dias, é pouco para elaborar um edital e fazer a licitação? Onde estamos? No Tempo das Cavernas?

Peço que esta Casa de Leis não seja complacente com tudo isso e investigue os culpados que estão fazendo editais de forma errada já que nós povo pagamos altos impostos para ter gente competente na Prefeitura.

Franz Josef Hildinger

Nota aos leitores do Blog

A mensagem acima enviei a todos os vereadores de Praia Grande.

Quem lê o edital verá que consta até GPS, esse que mostrei no mês passado. O GPS permite o usuário de ônibus saber quanto tempo o ônibus levará para chegar no ponto onde você se encontra. Mas olhando para trás, como disse aos vereadores, parece que tudo está armado para mais uma vez, pela enésima vez, o edital ser contestado no Tribunal de Contas e pela enésima vez ser feito um contrato emergencial para encher o bolso de empresários. Não esqueçam: quem paga por tudo isso somos nós. Esse dinheiro é do imposto, do IPVA, do IPTU, do ISS, do ICMS, enfim, de tudo que nós pagamos para manter o serviço público.

NOTA DO EDITOR

No dia seguinte após a publicação e o envio desta mensagem a todos os vereadores, ou seja, dia 08/09/2010, o Ver. Leandro Rodrigues Cruz fez um requerimento solicitando informações das dúvidas aqui lançadas ao Prefeito. O requerimento foi aprovado por todos os vereadores. A população e este Editor agradece.



29 de agosto de 2010

Deste Jeito a Segurança Pública não Funciona!


Onde eu trabalho existe um ditado de que não existe funcionário burro mas chefe burro. Andando pelo calçadão no Boqueirão, deparei-me com isso que vocês estão vendo acima. Até parece uma vitrine para mostrar carros à venda. Gostaria de perguntar ao prefeito qual a finalidade de largar esses carros todos no mesmo lugar. O páteo está cheio? Se é para deixá-los parados, que colocassem esses carros em cada ponto da cidade. Ontem, dia 28/08/2010, eu estava andando de bicicleta no Caiçara. Então vi a mesma coisa que aí: três policiais de bicicleta andando juntos e mais três carros da polícia civil juntos na Av. Ditador Castelo Branco. A polícia tem que se espalhar pela cidade. Será que essa gente não pensa um pouco? Ou têm medo da bandidagem? Falando em bandidagem, eles sim são mais espertos. Basta ver o modus operandi dos vagabundos: o primeiro vai de bicicleta na frente e faz o assalto e o segundo vai a alguma distância atrás para dar cobertura caso a vítima tente reagir. Os polícias poderiam fazer o mesmo ao invés de ficarem aglutinados num único lugar plantados como uma samambaia num vaso. Abaixo o carro de polícia típico na Inglaterra.


23 de agosto de 2010

De volta ao Brasil



Depois desta viagem à Inglaterra, retorno ao Brasil entendendo que temos uma missão a cumprir. Não podemos mais tolerar o banditismo na Administração Pública. É também inadmissível a burrice, a incompetência, a negligência, a preguiça na Administração Pública. Chega de aspones. Chega de apadrinhamento, de nepotismo. A Administração Pública trabalha com o que é mais sensível no ser humano que é a sua vida e o seu bem estar. Quem compra votos é canalha e tem motivos escusos para querer o poder, quem vende é burro e nem merece viver no Brasil pois está atentando contra a democracia de seu país. A imprensa também tem um papel fundamental na sociedade que é a de informar. Quando a imprensa se corrompe, ela se volta contra o povo e passa a trabalhar a serviço do Mal. O mínimo que devemos fazer é não esperar que ninguém faça o que jamais deveríamos deixar de fazer, ou seja, acompanhar nossos representantes. Se são nossos representantes, eles têm que trabalhar por nós e não contra nós. Há um longo caminho a ser percorrido e precisamos dar o primeiro passo. Vamos lotar as nossas câmaras, vamos reclamar na imprensa, não vamos deixar por menos. Até quando iremos nos contentar com migalhas enquanto temos dinheiro o suficiente para sermos um país de primeiro mundo? Vamos nos interessar pelos gastos da administração pública, pelo nosso bairro, pela nossa sociedade. Como podemos ser felizes enquanto há tantos infelizes em nossa volta? Por isso que existe uma calamidade social em Praia Grande como em todo o Brasil. Nós esclarecidos temos que dar um basta nisso. Até a volta!

22 de agosto de 2010

Não Verás o Turista Como Trouxa



O turista não pode ser tratado como um trouxa no Brasil. É preciso também investir em segurança, fiscalização, conservação, limpeza, etc. Aqui vocês percebem como é importante existir uma cultura voltada ao turismo para assim garantir que ele, o turista, venha e volte. Esse é o desafio de todos os políticos que têm conhecimento e vontade de trabalhar. Acompanhe esse vídeo que discuto o turismo em Praia Grande.

Por que os Ingleses Conseguem e Nós Não?



Aqui na Inglaterra não tem saidinha de banco, sequestro relâmpago, etc. A paz não tem preço mas no Brasil o crime custa caro e ninguém consegue resolver o problema. Sabem por que? Porque os políticos lotam a administração pública de aspones, e aqueles serviços que precisa ter concurso para exercer a função como polícia e fiscalização, ficam para depois porque os incompetentes dos parentes, burros mesmos, não conseguem passar em concurso, então vão trabalhar em cargo de livre nomeação, ou seja, sem concurso. O resto é conversa fiada para fazer boi dormir.

21 de agosto de 2010

Discussão sobre o Cartão Transporte



Aqui mostro mais vídeos de Bath e discuto minha posição sobre o cartão transporte e chamo de burro (para não dizer outra coisa) quem aprova esse tipo de coisa. Não pode ser chamado de sóbrio um prefeito que não pensa em facilitar a vida do turista em nossa região. Lamentável mesmo.

Visita à Cidade de Bath, Inglaterra




Neste sábado fui conhecer a cidade de Bath aqui na Inglaterra, que não fica muito distante de Bristol onde estou. Por que fui para lá? Porque é uma cidade que sobrevive essencialmente do turismo. Mostro aqui os atrativos que a cidade tem que atrai os turistas. Como nós que temos tantas atrações, como nossa flora e fauna, não conseguimos trazer turistas para a Baixada Santista? Também sem manter a ordem, o respeito, a limpeza, a segurança, infraestrutura, só vamos atrair mais bandidos e gente disposta a sofrer e até morrer (como vem acontecendo). Temos que pensar e agir diferente se queremos mesmo aproveitar essa fonte de recurso para alavancar nossa economia. Afastar políticos e/ou empresários corruptos, ter boas ideias e tirá-las do papel tem que ser nossa palavra de ordem ou continuaremos a "gozar" o mal-estar-social que vivemos na prática.

Praia Grande, Cidade Barulhenta e sem Paz



Como alguém pode esperar ter paz e tranquilidade quando se vive numa cidade barulhenta? Lamentavelmente a Prefeitura de Praia Grande não preza pelo sossego, e por conseguinte a paz e a harmonia entre os habitantes da Cidade não existe. Nem existe respeito pelo credo das pessoas. Carros e outros veículos com alto-falantes berrando para chamar a atenção do povo através da poluição sonora, sem falar daqueles que são surdos e ficam escutando som no mais alto volume infringindo a lei e dando uma banana para as autoridades. De noite, o cidadão quer dormir em paz, mas graças a falta de segurança pública, a segurança particular tenta morder o que resta de dinheiro do cidadão e a noite tranquila de sono vira um pesadelo pois essa segurança encontrou a forma absurda de dizer que está trabalhando utilizando a buzina de suas motos. Se você quer ficar estressado, brigar no trânsito, com sua família, chutar seu cachorro, ser revoltado com o mundo, venha morar em Praia Grande.

Onde estou agora, posso dizer que nunca dormi tão bem. Aqui reina, mesmo durante o dia, o mais absoluto silêncio. Essa igreja, como tantas daqui da Inglaterra, você encontra respeito pelo seu credo. Ninguém passa na porta fazendo barulho. Aqui a autoridade não é só de direito, é de fato também.




20 de agosto de 2010

Querem ficar mais ricos às custas do povo



Abaixo algumas filmagens do interior do castelo de Cardiff. Mais detalhes sobre ele vocês encontram na Internet.


19 de agosto de 2010

Ciclovia depois de pronta



Por fim mostro como a ciclovia ficou depois de pronta. Vejam que parece um tapete. Dá ou não dá orgulho de ser cidadão contribuinte de uma cidade como essa?

Bristol: como é feito a conservação de ciclovias



Neste vídeo vocês verão que embora o asfalto não tenha se esfarelado, ondulado, afundado, esburacado, como acontece em Praia Grande, a Prefeitura de Bristol raspa o velho e coloca asfalto novo. A Prefeitura de Bristol como todas da Inglaterra, agora sim, digo a Prefeitura, pois eu a conheci e sei que é ela a responsável pelas calçadas e ciclovias, e é por isso que aqui tem ordem e as calçadas são todas iguais e não há o desnível anárquico como acontece em Praia Grande como no caso de uma calçada para outra.

Atravessando a rua de forma segura



Dispositivo interessante que encontrei na Inglaterra é o para solicitar que o semáforo pare o trânsito. Até aí tudo bem, no Brasil também tem, mas a comparação para aí. Veja que o pedestre tem uma informação mais próxima de si e existe também um aviso sonoro. Isso só funcionaria no Brasil se todo mundo obedecesse as leis e tirar o verbo pode com relação à penalização.

18 de agosto de 2010

Planejamento é Inteligência, Anarquia é na Praia Grande



A preocupação com a simetria não é apenas uma questão de beleza, mas é uma questão de acessibilidade e de economia. Diferentemente das calçadas de Praia Grande, Bristol possui todas suas calçadas na mesma medida, seja altura, largura, declive, etc. Quando tudo tem a mesma medida é possível planejar acessórios que se encaixam nas calçadas e facilitar a vida do povo. Os próprios ônibus foram planejados para a medida das calçadas daqui.


Como são feitas as calçadas em Bristol



Vejam como as calçadas aqui são baratas e práticas. Se no Brasil utilizássemos o asfalto ecológico, seria melhor ainda pois o mesmo é flexível e iria resistir muito mais ao tempo.

Delegacia de Polícia em Bristol



Aqui mostro uma típica delegacia de polícia em Bristol e discuto o problema da segurança no Brasil. É importante atermos para o fato que onde existe segurança particular, e também educação e saúde particulares, está na cara que existirá vereadores, deputados estaduais, federais e até senadores recebendo dinheiro desses serviços particulares para que o serviço público seja o pior possível. Tudo isso para eles faturarem. Pense nisso antes de escolher o seu representante e votar pois muitas vezes o seu representante é o representante dos ricos empresários que vivem às custas do péssimo serviço público.

17 de agosto de 2010

Educação vem da Escola



A educação de qualidade deveria ser, novamente falando, uma questão de segurança nacional. Povo educado custa menos ao poder público. Menos acidentes, menos criminalidade, maior geração de renda, menos políticos corruptos e salafrários, menos gastos públicos, maior bem-estar social da população. Trouxas somos nós que não exigimos isso de nossos representantes.

Aeroporto de verdade é esse aqui



Com absoluta certeza de que o povo é idiota, políticos da cidade lançam mão do mesmo factoide criado em 2008 sobre a vinda do aeroporto em Praia Grande e os 20.000 empregos que poderiam ser gerados. Aeroporto é um assunto complexo que exige estudos porque depois de criado não vai ser possível removê-lo. Um aeroporto de verdade gera sim muitos empregos. Aqui em Bristol existe um aeroporto e ao lado dele dezenas de empresas que atendem outras empresas. Se esses candidatos fossem sérios mesmo, eles estariam vendendo a ideia de melhorar a qualidade da educação pública para que praiagrandenses conseguissem pleitear empregos no futuro, não no suposto aeroporto, mas com o pré-sal que vem aí de fato mas ninguém se mexe.

16 de agosto de 2010



A perfeita harmonia entre Estado e cidadão se consolida com cidadania. Ensinar desde pequena a criança a entender como viver em sociedade deveria ser questão de segurança nacional! E certamente, o ensino de qualidade, a cidadania trará frutos e isso fará com que políticos de mau caráter não sejam eleitos. Somente políticos que trabalham a serviço do Mal temem que o povo seja bem educado com consciência de seus direitos e deveres.

Povo educado representa economia



Este vídeo representa a regra num país civilizado. Povo educado representa economia no orçamento do governo. Quando se fala em educação no Brasil, é preciso ir além da decoreba para passar no vestibular. Antes disso, é preciso formar cidadãos. Os ingleses conseguem embutir cidadania dentro de outras disciplinas. Ao invés da gente tentar inventar a roda, eu vejo que copiar e trazer para nossa realidade o que já foi exaustivamente pensado aqui, é a solução, depois, com sabedoria, poderíamos fazer do nosso jeito. O nosso problema é o tempo, quanto mais demoramos, mais iremos perder para o resto do mundo, e, quanto mais ignorante o povo, mais tempo os corruptos e salafrários participarão da política brasileira desgraçando assim o país e apodrecendo a dignidade do povo.

15 de agosto de 2010

Um palácio que não é alugado



Enquanto ainda não passamos pela fase de garantir as necessidades básicas da população, Praia Grande se dá ao luxo de torrar dinheiro público alugando material de construção abandonado por preço de palácio. Só serve mesmo para viver de aparência enquanto grande parte da população sofre todos os dias com os péssimos serviços públicos prestados pela prefeitura de Praia Grande.

Viajando de Trem Pela Inglaterra



Em relação ao custo de viajar no Brasil, é muito barato viajar pela Inglaterra para nós brasileiros, para os ingleses mais ainda porque o salário deles é bem maior que o nosso. É uma discrepância enorme: eles ganham mais que a gente mas gastam menos que a gente. Por que isso acontece? Porque temos um governo incompetente quando as vezes desonesto. O governo brasileiro tem que tributar tudo e muito, muito mesmo para custear o porco serviço público que nos oferece. E aqui, na Inglaterra, o governo consegue fazer muito com o pouco que arrecada. Não pensem que aqui há super arrecadação, dinheiro por todo lado. Pelo contrário, a gente percebe que exististe ciência em cada obra pública. Tudo é muito bem pensado para que o custo seja o menor possível sem prejudicar a eficiência. Vejam que no Brasil que o custo para as obras públicas representam quase sempre milhões de reais e a eficiência e a eficácia praticamente não existe, mas, o bolso das empreiteiras são sempre recheados de dinheiro vindo de nós, trouxas da nação. Pena mesmo é quando temos representantes votados por nós que nada fazem em fiscalizar o Poder Executivo, na verdade, quase sempre vivem em simbiose, um parasitando o outro e todos parasitando o povo.

14 de agosto de 2010

Estação de Paddington



Aqui faço alguns comentários sobre o serviço público no Brasil e nossa cultura politica.

Voltando para Bristol



Aqui estou voltando a Bristol mas como só está escurecendo após às 21h, resolvi passar em Windsor onde tem o famoso castelo que todos conhecem.

O poder público se manifesta nas ruas



A gente percebe aqui na Inglaterra que o poder público se mostra presente nas ruas. E não é apenas uma sensação se segurança que nos passa mas sim de que o dinheiro público está sendo bem usado. Nós brasileiros temos obrigação de lutar contra a politicalha, a forma nojenta de empregar vagabundos que não estão no serviço público para resolver o problema do público, mas sim para fazer propaganda política para aqueles que os indicaram. É uma vergonha. Essa gente não deveria ser custeada pelo dinheiro público. E mais, vamos denunciar quem estiver a serviço da propaganda política e de candidatos. Enquanto essa gente tiver certeza que o povo é idiota, eles sempre estarão ou voltarão ao poder. Cabe o nós dizer não a eles haja vista que a única forma de punição é o nosso não porque político de ficha suja ou ladrão confesso não vai para a cadeia, mas volta através do NOSSO voto!

Aluguel de Bicicletas na Cidade de Londres




No Brasil foi muito noticiado essa nova empreitada em Londres: o aluguel de bicicletas. O negócio é sério e é encontrado em todos os cantos da cidade. Vejam dois exemplo: vídeo e foto.


Um homem, uma máquina, ruas limpas



Em Oxford Street, Londres, deparei-me com este cidadão limpando as ruas. Talvez em Praia Grande como em outros lugares, esta máquina seria alugada por um preço absurdo, seria criado um factoide promovido pela imprensa e em um mês sumiria e cairia no esquecimento, mas estaríamos pagando de qualquer jeito. Lembro daquela máquina de limpar a areia da praia que foi exaustivamente noticiada, nunca mais ouvi falar da máquina, e nem sei se ainda pagamos pelo seu aluguel. As reportagens da imprensa brasileira só tem começo, mas falta aprender a acompanhar a história que publica e saber o seu desenvolvimento (meio) e o resultado ao longo de um período (fim) e da continuidade do mesmo.


Consulado Brasil, um mau exemplo em Londres



Para o governo e até para muitos de nós brasileiros, filas são normais e fazem até parte da cultura administrativa-burocrática do Brasil. Serviço público sem fila não é serviço público brasileiro. Mas eu não concordo com essa porcaria toda. Isso é uma manifestação de burrice, incompetência e descaso para com o cidadão brasileiro. Mas o que chamou minha atenção foi encontrar em Londres uma fila no consulado brasileiro. Nem os ares da organizada Inglaterra não impediu que o fétido ar brasileiro da burocracia se espalhasse pelo consulado.


12 de agosto de 2010

Shopping Também Oferece Bicicletários Aos Seus Clientes



Diferentemente do shopping Litoral Plaza, os shoppings daqui, chamados de mall, oferecem bicicletários aos seus usuários. A ideia de saúde, ar limpo, consciência ambiental estão sempre ligados ao comércio. Infelizmente no Brasil ser ambientalmente responsável é considerado uma despesa e não um investimento. O que nos cabe é começar a boicotar essa gente que põe o lucro na frente da proteção do meio-ambiente.

11 de agosto de 2010

Calçada e Ciclovia



Neste tópico estou andando de bicicleta e mostro o planejamento de calçadas e ciclovias em Bristol. Vejam que eles aqui pensam no custo e benefício quando o assunto é qualidade dos usuários dos serviços públicos.

Podando Árvores



Andando hoje pela manhã deparei-me com o pessoal do serviço público fazendo a poda de árvores. Vejam que apenas um trator equipado com um dispositivo de poda resolve o problema em poucos minutos. Eu gostaria de saber quanto a prefeitura daqui paga por esse tipo de serviço. Eu mandei um e-mail para o Conselho da Cidade pedindo para conhecê-los e fazer algumas perguntas. Quem sabe eles me recebem e deem acesso ao custo dos serviços públicos. Eu estou chegando à conclusão que o nosso problema não é dinheiro mas a incompetência e a desonestidade.

10 de agosto de 2010

Coleta de Lixo em Bristol

Em Bristol a gente percebe que os serviços públicos são automatizados ao extremo. Neste vídeo vocês podem ver como é feita a coleta de lixo. Tem todas as casas existem dois latões de lixo de plástico. Um para lixo orgânico e outro para materiais que podem ser reciclados. A empresa que faz esse serviço entrega esses tambores a cada casa. Isso não é nenhum favor, eles faturam muito com reciclagem de lixo. No Brasil poder-se-ia adotar algo semelhante mas com o cuidado de não provocar desemprego. Aqui a população é pequena e há pouca gente procurando emprego de lixeiro, então a automatização foi a solução.

Paz não tem preço

A última coisa que vocês vão esperar aqui em Bristol é ser assaltado, assassinado ou sequestrado. Tentei encontrar uma casa com grades nas janelas mas não tem. De noite é a mesma coisa. Muitas casas nem muro têm. Eu percebo que um fator determinante para combater a violência é a presença do estado e a falta da palavra pode na punição. Aqui o infrator tem a certeza de que se for pego, vai ser severamente punido. Outro ponto, o social, vejo que os produtos que são vendidos aqui estão acessíveis para o poder de compra do povo, ou seja, a grande maioria consegue adquirir a maioria dos produtos que são vendidos. Os impostos ingleses são considerados os maiores da Europa, mas percebo que aqui os preços são bem mais baixos que no Brasil, ou seja, nosso salário é bem menor que dos ingleses, mas o custo dos produtos no Brasil são mais caros que os da Inglaterra. Por isso que não existe contrabando de produtos do Brasil para a Europa. Quem vai querer pagar por algo que aqui na Europa é muito mais barato? Ponho a culpa dessa discrepância de preços nos impostos desproporcionais à renda dos brasileiros e a ganância dos empresários. O que isso tem a ver com a violência? Ora, cerceando o povo de consumir para sobreviver no Brasil, e somando-se a isso a leis que não punem, o campo fica fértil aos infratores brasileiros.

9 de agosto de 2010

Pontos de Ônibus com GPS

Essa ideia deveria pegar no Brasil. Boa parte do povo, do trabalhador e estudante, usa ônibus. Por que então não facilitar a vida do infeliz que já paga uma taxa desproporcionalmente cara pelo salário que ganha? Esse ponto de ônibus informa quantos minutos faltam para qualquer ônibus de qualquer linha passar. Eu não consigo ter acesso mas eu gostaria de ver quanto custa por ano a concessão de linhas de ônibus. Pelo orçamento de Bristol, estou vendo que se dividirmos o valor total que a prefeitura recebe pelo número de cidadãos, Praia Grande arrecada muito mais dinheiro do que esta cidade aqui de primeiro mundo e alta qualidade de vida por causa dos excelentes serviços públicos. Estou vendo que o nosso problema não é dinheiro, talvez ético, moral e capacidade.

8 de agosto de 2010

Bicicletários e Pontos-de-Ônibus

l

Aqui chove, faz sol, esfria, as vezes tudo num mesmo dia e faz-me lembrar quando eu morava na cidade de São Paulo. Percebe-se o cuidado da Administração em dar o mínimo de conforto à população. Esse bicicletário é comum aqui e a gente vê em supermercados, estações de trem, em vários comércios. Outra coisa que a gente percebe é o zelo da população pelos bens públicos. Os pontos não estão depredados e nem pichados. Os ônibus são antigos mas todos limpos e sem nenhum rico ou vandalizados. Vejam abaixo um ponto de ônibus comum aqui.


7 de agosto de 2010

Reciclagem



Achei muito interessante aqui em Bristol a quantidade de unidades coletoras de lixo reciclável. Percebi que a Cidade conta com diversos colaboradores e os principais são os supermercados. A prefeitura daqui, ou conselho da cidade, conta com muitos apoiadores, ou seja, não fica tudo nas costas dela. Talvez pelo imposto ser bem menor aqui, mesmo o IPTU (uma casa que custa por volta de 360.000 reais paga anualmente 3.000 reais ao governo). Como vocês verão, com esse imposto o governo faz muito e o povo fica feliz em atender, mesmo que voluntariamente, as demandas da administração pública.

No Aeroporto Charles de Gaulle



Olá Pessoal. Daqui na Inglaterra falo com vocês. Estou aqui para aprender com o mundo civilizado novas ideias para quem sabe nossos políticos e prefeitos venham a adaptá-las à nossa realidade. Logo começarei a mandar imagens e vídeos de soluções encontradas pelos políticos daqui para enfrentar e resolver os mesmos problemas que temos em Praia Grande mas não são resolvidos. Abraços do seu amigo Franz.

6 de agosto de 2010

Somos apenas números


Enquanto alguns gozam a vida com 18 milhões de reais, o povo mal consegue andar pelas calçadas. Onde parar para esperar o farol abrir? Por onde passar um cadeirante? Praia Grande, cidade inacessível!

5 de agosto de 2010

O que o Poder Público não vê


Será que essa gente mora em Praia Grande? Será que não vê a cidade toda destruída e abandonada? Tem certas coisas que basta vontade e não de dinheiro. Caiu, levanta; saiu do lugar, coloca; abriu buraco, fecha; sujou, limpa. Não somos assim em nossas casas? Será que a casa dessa gente é toda avacalhada como eles fazem com a nossa cidade?

4 de agosto de 2010

Povo no meio do esgoto!


Você teria coragem de fazer isso com sua família? Deixar o esgoto vazando na frente de sua casa? Nem para um inimigo! Mas em Praia Grande, há gente que deveria mas não se importa com o povo. Se importam sim, na hora de pedir votos. Está na hora da gente não se contentar com menos e votar contra essa gente. Vamos dar o troco nas urnas!

3 de agosto de 2010

Os sádicos do Poder Público


Essa é uma típica calçada de Praia Grande. Calçada? Isso é uma afronta aos direitos humanos e principalmente ao direito daqueles que exigem necessidades especiais. De que adianta os factoides das cadeiras "anfíbias" se o cidadão deficiente não consegue nem passar pela calçada, quanto mais chegar à praia? Eu chego a pensar que existe sadismo do poder público pois não há outra explicação para o que estão fazendo conosco!

2 de agosto de 2010

O pesadelo pode voltar

A declaração de patrimônio de um deles chega a dezoito milhões de reais. Com uma montanha dessa de dinheiro, a pergunta óbvia que todo mundo faz: para que mais dinheiro? Mas vamos afastar isso, vamos ver o seu passado como deputado federal. O que fez para merecer o nosso voto? Votar é escolher alguém que zele pelos nossos interesses. Esse alguém tem que ser honesto, justo e capaz. Chega do rouba mas faz. Isso é uma falácia. Quem rouba transforma dinheiro público em dinheiro particular e por isso, NÃO FAZ! Pensem bem antes de votar.



1 de agosto de 2010

Praças abandonadas também, claro


Essa praça sem nome, eu a encontrei no bairro Aviação. Totalmente abandonada, há muito e muito tempo o poder público se omite a fazer a limpeza do local. Reparem na fotos que têm muitas informações. O caminho por onde o transeunte poderia andar, não existe mais, o mato tomou conta. Folhas caídas no chão estão por todo lado. Bancos sujos, tortos deixam a mostra do público a total incapacidade do governo municipal em cuidar do patrimônio que é do povo. Nessa praça que mais parece um cemitério, não encontra-se pessoas, vivas, crianças, nada. Diante disso, tenho condição de afirmar: a praça não é do povo.

31 de julho de 2010

O óbvio: nada resolvido

Buracos e mais buracos. Nas contas públicas? Nas ruas sim! Abaixo um buraco que vem se expandindo a cada chuva que passa.







30 de julho de 2010

O Fato dos Factoides em Praia Grande

Quando eu vi toda a pirotecnia da Prefeitura na imprensa de que iria fechar a Expresso Sul para fazer a sua conservação. Não pensei duas vezes, fui lá correndo, uma semana antes de fechar a supracitada e bati algumas fotos. Como relatado no noticiário, o Expresso Sul foi fechada, surgiu aquele trânsito todo, aquela loucura para o povo pensar que estavam trabalhando. Pois bem, os buracos que estavam antes ainda estão lá. TODOS. Agora vou demonstrar para quem não sabe o que é factoide, como se cria e como se engana o povo através deles.

Abaixo a foto que tirei, como disse, antes do factoide. Vejam que o buraco, passei agora lá, e ainda o vejo sorrindo para os incautos que votam nessa gente.


29 de julho de 2010

Armadilha no Asfalto



Alguns segundos de filmagem vocês vão reparar os absurdos que acontece em Praia Grande.

28 de julho de 2010

Por que o asfalto não dura?


Enviarei uma série de reportagens sobre a qualidade do asfalto e os buracos nas ruas que fiz em vários pontos de Praia Grande. Na foto acima vocês podem reparar o que aconteceu com o asfalto depois da chuva. No mês passado a prefeitura ou a SABESP fechou alguns buracos que por sinal, fizeram um serviço de porco porque é preciso asfaltar tudo de novo e não só o buraco pois é preciso deixar o lugar do jeito que estava antes e não todo tudo remendado e desnivelado. Mas voltando à fato, alguém poderia dizer com conhecimento de causa por que depois da chuva, o asfalto de Praia Grande sai com água?

27 de julho de 2010

Lixão Urbano



Enquanto a propaganda política está nas ruas e na imprensa, o povo é deixado de lado. Parece que o governo parou de vez e contempla todas as irregularidades que deveria combater. O governo de Praia Grande está inerte. Estamos vivendo uma calamidade administrativa. Até quando aguentaremos essa bagunça? Será que incompetência pode ser motivo de cassação?

26 de julho de 2010

Do calamitoso ao fétido

Quem for fazer compras no Compre Bem na Vila Tupi em Praia Grande, tampe o nariz senão você comida não vai comprar. O local dá ânsia. Os comerciantes do local chegaram até mim para reclamar que a Prefeitura nada faz embora eles tivessem protocolado várias reclamações. É o jogo de empurra que venho denunciando aqui: Prefeitura diz que é a SABESP e vice-versa. Mas é bom lembrar que quem zela pelos interesses dos munícipes é o seu prefeito. Para que pagamos procuradores então? Vão trabalhar! Vão acionar os culpados. O escritório do candidato Vitrolinha fica na outra esquina, será que ele não sente o cheiro de esgoto? Será que ele recebe o povo desse jeito?


Outro problema que estou cansado de mostrar. Até quando? Fica na frente, bem na frente do escritório do Vitrolinha e do escritório do Mourão. Deixa chover que vou mostrar ao povo que essa gente não tem competência nem para resolver o que acontece na porta da casa deles.


20 de julho de 2010

E eles se importam com você?

Se importam com o seu voto! Mas em Praia Grande eles têm a certeza da burrice do eleitor, por isso, nem ao menos dão um "tapa" na cidade durante as eleições. Têm certeza de que vão conseguir os votos dos mais idiotas. Por isso, faça sua parte. Não trate seu voto como lixo. Pense e vote com o cérebro.



19 de julho de 2010

Entulho por todo lado

Que Praia Grande é conhecida como o feudo da construção civil, tudo mundo sabe. Mas esse tipo de esculhambação, espalhar entulho pela cidade deveria ser um tiro no pé. Esse lixo todo é o cartão de visitas para qualquer investidor que aqui vem pôr seu dinheiro. E é verdade. Basta dar uma volta em qualquer quarteirão da cidade para perceber que aqui é a cidade do lixo nas ruas.

18 de julho de 2010

Calçada da Infâmia

Só tem uma resposta, uma lógica para explicar tudo isso: o Poder Público não liga para nós. Será que essa gente não tem vergonha em apresentar esse tipo de mediocridade à sociedade? Até quando?


17 de julho de 2010

Ninguém escapa do lixo

São ruas e mais ruas, calçadas, praças, a praia, só lixo. Eu não acho certo culpar a população. Será que não existe em Praia Grande a figura do varredor de ruas? Para onde estão indo os mais de meio bilhão de reais que é a previsão para ser arrecadado esse ano? Recolher o lixo não é uma prioridade? Um serviço essencial? E agora vêm esses políticos de Praia Grande pedir votos. Vão para o inferno!


16 de julho de 2010

Eleição é motivo para não trabalhar?

Todos políticos estão ouriçados com a temporada de votos. A eleição contagiou a imprensa também. Enquanto isso o povo que sofre abandonado pelo poder público. Temos um caminhões de lixo andando pela cidade, mas pegam o lixo? Temos um telefone 0800 conhecido como rapa-treco, funciona?


15 de julho de 2010

Dando chance para o azar

Esses sacos são um convite para o mal estar social. Ora, com a chuva, a possibilidade desse e outros lixos caírem em córregos, galerias de águas, etc., é muito grande. É preciso educar a população. A conscientização é a chave para a Ordem. Até quando nossas autoridades permanecerão de olhos fechados para esse e outros problemas? Será que ninguém da prefeitura anda pela cidade para notar essa inconformidade social?

11 de julho de 2010

Reflexões sobre Lixo, Transporte Público e Inércia Pública



Neste vídeo mostro que quem sai do Atacadão e vai pegar ônibus na Marginal, tem que passar por muitas provações. Calçada de barro, abrigo que não atende os portadores de necessidades especiais, lixo por toda parte, falta iluminação, falta segurança. Um exemplo de sadismo para com o povo mais humilde.

10 de julho de 2010

Marginal do Lixo


Av. Dr. Roberto de Almeida Vinhas. A Marginal do Lixo. É impossível encontrar um quarteirão que esteja limpo. Está tudo sujo e emporcalhado.