27 de julho de 2010

Lixão Urbano

video

Enquanto a propaganda política está nas ruas e na imprensa, o povo é deixado de lado. Parece que o governo parou de vez e contempla todas as irregularidades que deveria combater. O governo de Praia Grande está inerte. Estamos vivendo uma calamidade administrativa. Até quando aguentaremos essa bagunça? Será que incompetência pode ser motivo de cassação?

Um comentário:

Sérgio disse...

Democracia é isso??
Dando uma passada pelo site da Prefeitura de Praia Grande, vi que existe um link sobre os pareceres do Tribunal de Contas sobre a análise das contas municipais (http://www.praiagrande.sp.gov.br/Administracao/Contas.asp).
Estranhamente, só há os pareceres até 2007.
Será que está desatualizado em razão das contas de 2008 não terem sido aprovadas?
Se for isso, ou não, segue aqui o parecer:

PROCESSO: TC-001862/026/08
INTERESSADA: PREFEITURA DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA DE PRAIA
GRANDE
ASSUNTO: CONTAS ANUAIS DO EXERCÍCIO DE 2008
RESPONSÁVEL: ALBERTO PEREIRA MOURÃO (PERÍODO: 01/01 a 31/12/2008)
À vista das falhas e/ou impropriedades contidas no relatório de auditoria, elaborado pela 4ª Diretoria de Fiscalização a fls. 21/58, NOTIFICO o Senhor
Alberto Pereira Mourão, responsável pelas contas do
exercício de 2008, da Prefeitura Municipal da Estância Balneária de Praia Grande para que tome conhecimento daquela peça, recolhendo as importâncias consideradas indevidas a qualquer título, se existentes, ou apresente as alegações que forem de seu interesse.
Inclusive, deve a Origem esclarecer as razões para as altas taxas de mortalidade na infância e na polulação entre 15 a 34 anos destoando dos indicadores observados na região de governo e no próprio Estado de São Paulo, assim como, as medidas saneadoras tomadas.
Autorizo, desde já, a retirada de cópia do relatório na Unidade de Auditoria competente.
Fixo-lhe o prazo de 30 (trinta) dias para atendimento.
Publique-se.
Transcorrido o prazo, os autos deverão seguir para manifestação da SDG.
G.C., em 07 de dezembro de 2009
EDUARDO BITTENCOURT CARVALHO
CONSELHEIRO