4 de julho de 2010

Poderia ser a cidade mais suja do mundo

Editorial

Aceitei o desafio e desci de minha bicicleta e passei a conhecer os bairros de Praia Grande a pé. Realmente, para quem passa de carro ou bicicleta, não consegue perceber a tamanha desfaçatez do Poder Público. Praia Grande virou uma enorme lata de lixo, um verdadeiro lixão gigante, talvez a poderia estar no Guinness Book como a cidade mais suja do mundo! Não é exagero. Essa semana eu já programei no Blog para que diariamente seja levado ao ar vídeos e imagens que captei hoje, domingo dia 2/7/2010. Andei pelas ruas da terceira zona. Bairros como Tupiry, Antártica, Vila Sônia e Jardim Guaramar. Eu acho que todo cidadão deveria fazer o mesmo para poder entender o porquê de tanta violência em nossa cidade. Entender que Praia Grande é uma cidade que vive de aparência publicitária e mentira jornalística. Entender que apesar de arrecadar mais de meio bilhão de reais, esse dinheiro não chega em ninguém. Entender que cartódromo (é com 'C' que se escreve), sambódromo, pista de aeromodelismo, pista de motocross, palácio, e tantos imóveis alugados (encubadora, fábrica de esportes, etc.), são verdadeiras fábricas de dinheiro para quem já é rico. E enquanto isso, os serviços essenciais são a porcaria que quem mora aqui ou passa por aqui já sabem. Acredito que o problema é muto maior pois ainda falta muito mais para eu conhecer.

Uma coisa ao meu ver é certa: se escolhemos vereadores, se escolhemos prefeito, e a situação é esta, então, podemos entender que eles são incapazes para resolver os problemas que afligem a população e por isso, não devem ser votados. E podemos protestar não votando em Cássio Navarro e nem em Alberto Mourão. E que pessoas de outras cidades também não votem neles. E, como todo mundo tem câmera digital, celulares que filmam e gravam. Vamos todos conseguir provas para conseguir denunciar qualquer afronta à Democracia.

Tenho dito!

2 comentários:

Mariana M. Thomé disse...

Concordo que essa prefeitura nos trata com descaso e pouco se importa com os eleitores e moradores da cidade, voltando suas ações e projetos para turistas verem, mas o caso do lixo é um culpa do cidadão sim! Das pessoas que podam suas árvores, varrem as folhas de suas calçadas e jogam tudo no terreno baldio mais próximo. Assim como os senhores em carros e ônibus que lançam seu lixo pelas janelas e todas as pessoas que olham para a praia e para o mar e não enxergam natureza e sim um vaso sanitário ou uma lata gigantesca de lixo. Talvez aquela máxima que diga que cada país tem o governo que merece seja verdadeira aqui na nossa cidade. Povo porco, poder público: um lixo!

Tamires Rodrigues disse...

Isso é uma vergonha!