23 de agosto de 2010

De volta ao Brasil



Depois desta viagem à Inglaterra, retorno ao Brasil entendendo que temos uma missão a cumprir. Não podemos mais tolerar o banditismo na Administração Pública. É também inadmissível a burrice, a incompetência, a negligência, a preguiça na Administração Pública. Chega de aspones. Chega de apadrinhamento, de nepotismo. A Administração Pública trabalha com o que é mais sensível no ser humano que é a sua vida e o seu bem estar. Quem compra votos é canalha e tem motivos escusos para querer o poder, quem vende é burro e nem merece viver no Brasil pois está atentando contra a democracia de seu país. A imprensa também tem um papel fundamental na sociedade que é a de informar. Quando a imprensa se corrompe, ela se volta contra o povo e passa a trabalhar a serviço do Mal. O mínimo que devemos fazer é não esperar que ninguém faça o que jamais deveríamos deixar de fazer, ou seja, acompanhar nossos representantes. Se são nossos representantes, eles têm que trabalhar por nós e não contra nós. Há um longo caminho a ser percorrido e precisamos dar o primeiro passo. Vamos lotar as nossas câmaras, vamos reclamar na imprensa, não vamos deixar por menos. Até quando iremos nos contentar com migalhas enquanto temos dinheiro o suficiente para sermos um país de primeiro mundo? Vamos nos interessar pelos gastos da administração pública, pelo nosso bairro, pela nossa sociedade. Como podemos ser felizes enquanto há tantos infelizes em nossa volta? Por isso que existe uma calamidade social em Praia Grande como em todo o Brasil. Nós esclarecidos temos que dar um basta nisso. Até a volta!

17 comentários:

Sérgio disse...

Vai que é sua Terrrrrrrrrrrmaq:

Pregão Presencial n°. 078 /10
Objeto: “REGISTRO DE PREÇOS PARA LOCAÇÃO DE CAMINHÕES
e MÁQUINAS COM FORNECIMENTO DE MÃO DE OBRA e COMBUSTÍVEL POR HORA PRODUTIVA”.
Processo Administrativo: 17942/2010
Data do Pregão: 09-09-2010 às 09:30hs
Local: Prefeitura da Estância Balneária de Praia Grande, Sala
de Reuniões da Secretaria de Administração sito à Avenida Presidente Kennedy, nº 9.000, 1º Andar, Vila Mirim - Praia Grande.
A Prefeitura da Estância Balneária de Praia Grande, através da Secretaria de Serviços Urbanos, da Secretaria de Trânsito e Transporte, Secretaria de Educação, Secretaria de Gestão Patrimonial, Secretaria de Promoção Social e Trabalho, Secretaria de Cultura e Turismo e da Secretaria de Habitação e Meio Ambiente torna público que, na data, horário e local acima assinalados, fará realizar licitação na modalidade Pregão, com critério de julgamento de menor preço unitário.
Valor total para retirada do edital: R$ 41,81 (Quarenta e Um
Reais e Oitenta e Um Centavos).
Local e horário para pagamento da taxa: Bancos, Banespa - das 11:00 às 16:00 hs; Bradesco - das 11:00 às 16:00 hs; Banco do Brasil - das 09:00 às 14:00 hs.
Local e horário para retirada do edital: Avenida Presidente
Kennedy, nº 9.000, 1º Andar, Vila Mirim - Praia Grande, junto ao
Departamento de Licitações, das 09:00 às 15:30 hs, ou, ratuitamente na íntegra através do site www.praiagrande.sp.gov.br .
Praia Grande, 23 de Agosto de 2010, AQUEL AUXILIADORA CHINI - Secretária de Serviços Urbanos; IZABELA BEVEVINO - Secretária de Gestão Patrimonial; MARIA DEL CARMEN PADIN MOURÃO - Secretária de Promoção Social e Trabalho; MAURA LÍGIA COSTA RUSSO - Secretária de Educação; MARIA ROSINDA CAMPOS JOHNS - Secretária de Habitação e Meio Ambiente;
CARLOS ANANIAS LOBÃO - Secretário de Cultura e Turismo

GUILHERME PIÃO disse...

Desejo um bom retorno e que venha com mais garra pois aqui somos poucos que cobram,exigem e exercem a cidadania.
Obs:- Aprovaram em 1ª discussão feriado dia 29 de junho, é brincadeira, com tanto problemas e projetos e serem discutidos e votados estes senhores aprovaram mais um dia de vagabundice.
Abraços

Sérgio disse...

Jogo de cartas marcadas. Todo ano é a mesma empresa:

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE
DECISÃO DO RECURSO INTERPOSTO PELA EMPRESA SOM
DA ILHA COMÉRCIO e PRODUÇÕES LTDA.
REFERENTE AO PREGÃO PRESENCIAL Nº 59/2010
PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 3067/2010
OBJETO: “REGISTRO DE PREÇOS PARA LOCAÇÃO DE
ARQUIBANCADAS, SISTEMA DE SONORIZAÇÃO, SISTEMA DE
ILUMINAÇÃO, TENDAS PIRAMIDAIS, SANITÁRIOS QUIMICOS,
GERADORES DE ENERGIA ELÉTRICA, FECHAMENTOS, GRADES
DE PROTEÇÃO e ESTANDES”
DESPACHO
Após análise do Recurso Administrativo interposto pela
empresa SOM DA ILHA COMÉRCIO e PRODUÇÕES LTDA., referente
ao Pregão Presencial nº 59/2010, Processo Administrativo
nº 3067/2010, cujo objeto é “Registro de Preços para LOCAÇÃO
DE ARQUIBANCADAS, SISTEMA DE SONORIZAÇÃO, SISTEMA DE
ILUMINAÇÃO, TENDAS PIRAMIDAIS, SANITÁRIOS QUIMICOS,
GERADORES DE ENERGIA ELÉTRICA, FECHAMENTOS, GRADES
DE PROTEÇÃO e ESTANDES”, JULGAMOS o mesmo IMPROCEDENTE,
vez que a empresa ANTONIO DOS SANTOS FILHO & CIA.
LTDA.-ME atendeu todas as condições de habilitação previstas
no Edital.

Sérgio disse...

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 3067/2010
OBJETO: “REGISTRO DE PREÇOS PARA LOCAÇÃO DE
ARQUIBANCADAS, SISTEMA DE SONORIZAÇÃO, SISTEMA DE
ILUMINAÇÃO, TENDAS PIRAMIDAIS, SANITÁRIOS QUIMICOS,
GERADORES DE ENERGIA ELÉTRICA, FECHAMENTOS, GRADES
DE PROTEÇÃO e ESTANDES”
DESPACHO
Após análise do Recurso Administrativo interposto pela
empresa FREEDOM GERENCIAMENTO TÉCNICO DE SERVIÇOS
EM EVENTOS LTDA. - ME, referente ao Pregão Presencial nº
59/2010, Processo Administrativo nº 3067/2010, cujo objeto é
“Registro de Preços para LOCAÇÃO DE ARQUIBANCADAS, SISTEMA
DE SONORIZAÇÃO, SISTEMA DE ILUMINAÇÃO, TENDAS
PIRAMIDAIS, SANITÁRIOS QUIMICOS, GERADORES DE ENERGIA
ELÉTRICA, FECHAMENTOS, GRADES DE PROTEÇÃO e ESTANDES”,
JULGAMOS o mesmo IMPROCEDENTE, vez que a empresa
ANTONIO DOS SANTOS FILHO & CIA. LTDA.-ME atendeu todas
as condições de habilitação previstas no Edital.

Sérgio disse...

Surpreeeeeeesa!!!! Se tivesse apostado teria ganhado. Alguém acha que ai tem maracutaia? Eu não acho.

TOMADA DE PREÇOS Nº 004/10
PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 1.452/09
O Presidente da Comissão Permanente de Licitações de
Obras e Serviços de Engenharia da Secretaria de Obras Públicas
da Prefeitura da Estância Balneária de Praia Grande, imbuído
das atribuições que lhe são conferidas, torna público o resultado das Propostas Comerciais - Envelope n° 2- da TOMADA DE PREÇOS n° 004/10 das empresas habilitadas, que após análise das mesmas e feitas as conferências das operações aritméticas, conforme subitens 22.8.5 e 22.9 do Edital da Tomada de Preços supra mencionada, a Comissão Permanente de Licitações de Obras e Serviços de Engenharia, por unanimidade resolveu desclassificar a empresa CEP CONSTRUÇÕES, ENGENHARIA E PROJETO LTDA., por não ter atendido as exigências dos itens 21.2.1 e 22.10.2 do Edital e classificar as empresas: NDL CONSTRUTORA E COMÉRCIO LTDA. R$ 873.958,10 (oitocentos e setenta e três mil, novecentos e cinqüenta e oito reais e dez centavos) e TERMAQ TERRAPLENAGEM, CONSTRUÇÃO CIVIL E
ESCAVAÇÕES LTDA., R$ 847.561,90 (oitocentos e quarenta e sete mil, quinhentos e sessenta e um reais e noventa centavos), declarando vencedora do certame licitatório a empresa TERMAQ TERRAPLENAGEM, CONSTRUÇÃO CIVIL E ESCAVAÇÕES LTDA., por ter apresentado em sua Proposta Comercial, o menor valor
global, para a execução dos serviços objeto da Tomada de Preços
supra referenciada, o valor de R$ 847.561,90 (oitocentos e quarenta e sete mil, quinhentos e sessenta e um reais e noventa centavos), conforme razões, justificativas e documentos juntados ao processo administrativo em referência.
Fica autorizado vistas ao processo na Secretaria de Obras Públicas, nos dias úteis das 10:00 às 12:00 horas e das 13:30 às 15:00 horas, mediante solicitação através de requerimento, acompanhado do respectivo instrumento de procuração, para cumprimento das disposições e prazos estabelecidos na Lei Federal Nº 8.666/93, suas Alterações e Normas Complementares.
Praia Grande, 24 de agosto de 2010. ADILSON MÁRQUEZ
- Presidente da Comissão Permanente de Licitações de Obras e
Serviços de Engenharia da Secretaria de Obras Públicas

Sérgio disse...

Mais um dos misteriosos contratos de quase 150 mil:

EXTRATO CONTRATUAL
CONTRATANTE: PREFEITURA DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA DE PRAIA GRANDE;
CONTRATADA: CONSTRUVANDO INDÚSTRIA
E COMÉRCIO DE MATERIAIS PARA CONSTRUÇÃO CIVIL LTDA.
ME;
OBJETO: Contrato n° 085/10 para Prestação de Serviços de Engenharia, visando a Reforma das Dependências Utilizadas pelo Programa Super Escola no Ginásio Antártica;
VALOR: R$ 148.915,69;
PRAZO: 120 dias;
DATA DA ASSINATURA: 26-07-2010; PROCESSO: 6.265/10

Sérgio disse...

Faixas adesivadas a R$ 76.000,00? Acho que nem político gasta isso em campanha. Ou gasta?

CONTRATANTE: PREFEITURA DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA
DE PRAIA GRANDE;
CONTRATADA: SNIPER COMERCIAL LTDA.
ME;
OBJETO: Contrato n° 091/10 para Confecção de Faixas Adesivadas em Plástico para Divulgação de Evento;
VALOR: R$ 76.000,00;
PRAZO: 12 meses;
DATA DA ASSINATURA: 23-08-2010; PROCESSO: 11.153/10

Sérgio disse...

Banners a R$ 77.000,00? Ai tem.

CONTRATANTE: PREFEITURA DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA DE
PRAIA GRANDE;
CONTRATADA: SNIPER COMERCIAL LTDA. ME;
OBJETO: Contrato n° 092/10 para Confecção de Banners para
Divulgação de Evento;
VALOR: R$ 77.000,00;
DATA DA ASSINATURA: 23-08-2010; PROCESSO: 11.154/10

Sérgio disse...

Franz, você que anda muito pela cidade, quando voltar ao Brasil aproveita e ve se está indicado quem fez os cavaletes de um certo candidato.
Não ia me surpreender se houvesse coincidência de empresa.

Sérgio disse...

Secretaria de Trânsito instala lombadas eletrônicas em vias de Praia Grande
De A Tribuna On-line



Duas avenidas em Praia Grande receberão lombadas eletrônicas para o controle de velocidade nas vias. A previsão é de que os equipamentos comecem a funcionar no próximo dia 1º de setembro. Ao todo, serão instaladas 10 lombadas, em cinco pontos diferentes.

Os equipamentos serão analisados por técnicos do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) na próxima segunda-feira.

De acordo com a Secretaria de Trânsito e Transporte de Praia Grande (Setransp), as lombadas eletrônicas, com velocidade máxima permitida de 40 km/h, serão instaladas nos seguintes pontos: Avenida Marechal Mallet, entre os números 980 e 1078, Bairro Canto do Forte; na Avenida Presidente Kennedy esquina com Rua T (sentido Boqueirão/Mirim); Avenida Presidente Kennedy esquina com Rua Luzia Encarnação Vidal, (sentido Mirim/Boqueirão); Avenida Presidente Kennedy, 4540 (sentido Boqueirão/Mirim), no Bairro Aviação e na Avenida Presidente Kennedy, 7490 (sentido Boqueirão/Mirim), no Bairro Ocian.

Segundo a chefe da Divisão de Planejamento e Engenharia de Tráfego da Setransp, Michele Rezende de Mesquita, os locais foram escolhidos pelo grande fluxo de pedestres, veículos e bicicletas. “As avenidas passaram por remodelação, que exige uma boa conduta dos usuários para a utilização segura dos ambientes modificados. Decidimos pela utilização da lombada eletrônica por se tratar de equipamento de grande visibilidade e sinalização própria”, explicou.

Entre 300 e 100 metros das lombadas, estão sendo instaladas placas de sinalização e orientação sobre o equipamento. A partir de sensores no solo, painéis mostrarão a velocidade atual do veículo.

Sérgio disse...

Unidade de saúde pede socorro

Usuários criticam o péssimo estado de conservação de Unidade de Saúde da Família, em Praia Grande

Precariedade
Em meio à urgência do posto, Prefeitura garante que reforma começa em no máximo três meses

Paredes emboloradas e úmidas. Fios elétricos expostos. Cadeiras quebradas. Teto caindo. Embora o cenário descrito pareça o de um imóvel abandonado, essa é a situação com a qual se deparam, diariamente, dezenas de usuários que precisam utilizar a Unidade de Saúde da Família (Usafa) Guaramar, em Praia Grande. As condições precárias da unidade assustaram Maria Angélica Gomes. Acostumada a usar o convênio do marido, quando esse perdeu o emprego ela foi obrigada a procurar o posto de saúde do bairro onde mora. "Fui fazer o exame de Papanicolau", contou Maria Angélica. "Até a mesa onde eu deitei estava embolorada. Os bancos estão quebrados. Está nojento aquele posto". Não bastasse a situação interna do prédio, um lado da porta de entrada, que é de vidro, quebrou e foi substituída por uma espécie de tapume de madeira, deixando ainda pior o aspecto da unidade. E nem mesmo o portão escapou da degradação: uma parte dele está caindo e, por conta disso, está amarrada.
REFORMA
De acordo com o subsecretário de Gestão Administrativa da Secretaria de Saúde Pública (Sesap) de Praia Grande, Cleber Suckow Nogueira, a Usafa Gauramar deverá passar por uma reforma em, no máximo, três meses. Esse é o tempo estimado considerando-se a possibilidade de haver problemas no processo de licitação que está em andamento para escolha da empresa responsável pela reforma da unidade. Caso não ocorram problemas, os trabalhos poderão ter início dentro de um mês e meio.
OUTRAS UNIDADES
Além da Usafa Guaramar, outras cinco unidades de saúde deverão ser reformadas: as usafas Samambaia, Ocian, São Jorge, Vila Sônia e o Pronto-Socorro Quietude. Para essas, a Prefeitura conta com R$ 1 milhão de recursos provenientes de uma emenda parlamentar. "A unidade Guaramar não estava incluída nessa emenda. A reforma dela estava prevista para o ano que vem", explicou Nogueira. "Mas será antecipada". Conforme o subsecretário de Gestão Administrativa, no próximo ano, outras 14 unidades serão reformadas. Em cada uma delas deverão ser investidos R$ 200 mil para acabar com os problemas de infiltração nas paredes, pintura e substituição de móveis quebrados. "Os técnicos estão visitando as unidades para levantar os problemas de cada uma", afirmou Nogueira. "No mais tardar, em outubro, começam as reformas".

Sérgio disse...

Unidade de saúde pede socorro

Usuários criticam o péssimo estado de conservação de Unidade de Saúde da Família, em Praia Grande

Precariedade
Em meio à urgência do posto, Prefeitura garante que reforma começa em no máximo três meses

Paredes emboloradas e úmidas. Fios elétricos expostos. Cadeiras quebradas. Teto caindo. Embora o cenário descrito pareça o de um imóvel abandonado, essa é a situação com a qual se deparam, diariamente, dezenas de usuários que precisam utilizar a Unidade de Saúde da Família (Usafa) Guaramar, em Praia Grande. As condições precárias da unidade assustaram Maria Angélica Gomes. Acostumada a usar o convênio do marido, quando esse perdeu o emprego ela foi obrigada a procurar o posto de saúde do bairro onde mora. "Fui fazer o exame de Papanicolau", contou Maria Angélica. "Até a mesa onde eu deitei estava embolorada. Os bancos estão quebrados. Está nojento aquele posto". Não bastasse a situação interna do prédio, um lado da porta de entrada, que é de vidro, quebrou e foi substituída por uma espécie de tapume de madeira, deixando ainda pior o aspecto da unidade. E nem mesmo o portão escapou da degradação: uma parte dele está caindo e, por conta disso, está amarrada.
REFORMA
De acordo com o subsecretário de Gestão Administrativa da Secretaria de Saúde Pública (Sesap) de Praia Grande, Cleber Suckow Nogueira, a Usafa Gauramar deverá passar por uma reforma em, no máximo, três meses. Esse é o tempo estimado considerando-se a possibilidade de haver problemas no processo de licitação que está em andamento para escolha da empresa responsável pela reforma da unidade. Caso não ocorram problemas, os trabalhos poderão ter início dentro de um mês e meio.
OUTRAS UNIDADES
Além da Usafa Guaramar, outras cinco unidades de saúde deverão ser reformadas: as usafas Samambaia, Ocian, São Jorge, Vila Sônia e o Pronto-Socorro Quietude. Para essas, a Prefeitura conta com R$ 1 milhão de recursos provenientes de uma emenda parlamentar. "A unidade Guaramar não estava incluída nessa emenda. A reforma dela estava prevista para o ano que vem", explicou Nogueira. "Mas será antecipada". Conforme o subsecretário de Gestão Administrativa, no próximo ano, outras 14 unidades serão reformadas. Em cada uma delas deverão ser investidos R$ 200 mil para acabar com os problemas de infiltração nas paredes, pintura e substituição de móveis quebrados. "Os técnicos estão visitando as unidades para levantar os problemas de cada uma", afirmou Nogueira. "No mais tardar, em outubro, começam as reformas".

Sérgio disse...

Unidade de saúde pede socorro

Usuários criticam o péssimo estado de conservação de Unidade de Saúde da Família, em Praia Grande

Precariedade
Em meio à urgência do posto, Prefeitura garante que reforma começa em no máximo três meses

Paredes emboloradas e úmidas. Fios elétricos expostos. Cadeiras quebradas. Teto caindo. Embora o cenário descrito pareça o de um imóvel abandonado, essa é a situação com a qual se deparam, diariamente, dezenas de usuários que precisam utilizar a Unidade de Saúde da Família (Usafa) Guaramar, em Praia Grande. As condições precárias da unidade assustaram Maria Angélica Gomes. Acostumada a usar o convênio do marido, quando esse perdeu o emprego ela foi obrigada a procurar o posto de saúde do bairro onde mora. "Fui fazer o exame de Papanicolau", contou Maria Angélica. "Até a mesa onde eu deitei estava embolorada. Os bancos estão quebrados. Está nojento aquele posto". Não bastasse a situação interna do prédio, um lado da porta de entrada, que é de vidro, quebrou e foi substituída por uma espécie de tapume de madeira, deixando ainda pior o aspecto da unidade. E nem mesmo o portão escapou da degradação: uma parte dele está caindo e, por conta disso, está amarrada.

Sérgio disse...

REFORMA
De acordo com o subsecretário de Gestão Administrativa da Secretaria de Saúde Pública (Sesap) de Praia Grande, Cleber Suckow Nogueira, a Usafa Gauramar deverá passar por uma reforma em, no máximo, três meses. Esse é o tempo estimado considerando-se a possibilidade de haver problemas no processo de licitação que está em andamento para escolha da empresa responsável pela reforma da unidade. Caso não ocorram problemas, os trabalhos poderão ter início dentro de um mês e meio.
OUTRAS UNIDADES
Além da Usafa Guaramar, outras cinco unidades de saúde deverão ser reformadas: as usafas Samambaia, Ocian, São Jorge, Vila Sônia e o Pronto-Socorro Quietude. Para essas, a Prefeitura conta com R$ 1 milhão de recursos provenientes de uma emenda parlamentar. "A unidade Guaramar não estava incluída nessa emenda. A reforma dela estava prevista para o ano que vem", explicou Nogueira. "Mas será antecipada". Conforme o subsecretário de Gestão Administrativa, no próximo ano, outras 14 unidades serão reformadas. Em cada uma delas deverão ser investidos R$ 200 mil para acabar com os problemas de infiltração nas paredes, pintura e substituição de móveis quebrados. "Os técnicos estão visitando as unidades para levantar os problemas de cada uma", afirmou Nogueira. "No mais tardar, em outubro, começam as reformas".

Sérgio disse...

Mas vamos aos fatos. Se é alugada e está assim, não é só entergar?
Acho que isso é manobra para mais uns contratinhos com a Termaq:

EXTRATO CONTRATUAL
LOCATÁRIA: PREFEITURA DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA DE PRAIA GRANDE;
LOCADOR: ANTONIO LUIZ HOMEM DE
MELLO;
OBJETO: Contrato de Locação não Residencial nº 009/08, cujo objeto trata da locação do imóvel sito à Avenida Dr. Roberto de Almeida Vinhas, nº 2929 – Vila Guaramar, quadra D, lotes 1,2 e 3 em Praia Grande, com o nº de código de lançamento 2.03.40.004.001.0000-6, para a Secretaria de Saúde Pública, sendo destinado à implantação da Unidade Básica de
Saúde do Bairro Aviação; PRAZO: 60 meses;
VALOR LOCATIVO
MENSAL: R$ 4.575,00;
DATA DA ASSINATURA: 24/01/07; PROCESSO: 31943/02
Praia Grande, 14/02/2008. RAMIRO SIMÕES VIEIRA
MALHO – Secretário de Administração

Sérgio disse...

Se mudar os nomes, fica igualzinho ao que acontece na Praia Grande:

27/08/10 - Justiça Federal recebe denúncia do MPF e abre processo de lavagem de dinheiro contra ex-prefeito de Viradouro

Além do ex-mandatário, outras nove pessoas são processadas por vários crimes, como 180 peculatos (apropriação de dinheiro ou coisa pública)

A 4ª Vara da Justiça Federal de Ribeirão Preto recebeu denúncia do Ministério Público Federal e abriu processo contra o ex-prefeito de Viradouro, José Lopes Fernandes Neto, pelos crimes de quadrilha, peculato, dispensa ilegal de licitação, fraude à licitação e lavagem de dinheiro. Neto exerceu dois mandatos frente a prefeitura, entre 2001 e 2008.

Além do ex-prefeito, outros nove integrantes da quadrilha também se tornaram réus no processo. A investigação começou em 2008, quando foram relatados indícios da formação de uma quadrilha, nos moldes de uma organização criminosa, que se apoderou do poder executivo municipal em Viradouro e estabeleceu um esquema de desvio de verbas públicas, inclusive federais, mediante o emprego de fraude em licitações, terceirização irregular nos serviços de saúde, emissão de notas fiscais “frias”, dentre outras condutas ilícitas.

Também foram denunciados pelo MPF o filho do ex-prefeito, o advogado Maicon Lopes Fernandes, o ex-diretor municipal de saúde de Viradouro (entre 2001-2004), Wanderley Porcionato, o técnico contábil Wanderley Porcionato Júnior, o ex-presidente da comissão de licitações do município, Carlos Aparecido Nascimento, o ex-integrante da comissão de licitações, José Mario Sartori, o ex-diretor municipal de saúde (gestão 2005-2008), Julimar Pelizari, a fisioterapeuta Ivana Maria Porto Assef Boggio, a empresária Ana Candida Ribeiro Porto Assef e o advogado Ivan Bauab Assef.

A investigação comprovou que durante os mandatos consecutivos de Neto a frente do município, valendo-se das facilidades da sua condição de prefeito, junto com os outros integrantes do esquema, ele desviou recursos públicos em proveito próprio e dos demais participantes.

Em síntese, segundo a denúncia do procurador da República Uendel Domingues Ugatti, o desvio das verbas públicas ocorreu mediante a terceirização de todos os serviços de saúde do município ligados ao Piso de Atenção Básica (PAB). Houve ainda fraudes em procedimentos licitatórios, a compra de gêneros alimentícios e de hortifrutigranjeiros com recursos federais do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), sem o prévio procedimento licitatório e a emissão generalizada de notas fiscais “frias” pela prefeitura de Viradouro.

Para tanto, o ex-prefeito criou uma empresa fictícia, a Med Saúde Viradouro, e, com o auxílio dos chefes dos departamentos administrativos da prefeitura por ele nomeados, manipulou todos os procedimentos licitatórios pelo município, tornando-os viciados e dirigidos de forma que esta empresa fosse a vencedora em todos os certames.

Sérgio disse...

Se mudar os nomes, dá a história certinha de Praia Grande

27/08/10 - Justiça Federal recebe denúncia do MPF e abre processo de lavagem de dinheiro contra ex-prefeito de Viradouro
...
Além do ex-mandatário, outras nove pessoas são processadas por vários crimes, como 180 peculatos
Também foram denunciados pelo MPF o filho do ex-prefeito, o advogado Maicon Lopes Fernandes, o ex-diretor municipal de saúde de Viradouro (entre 2001-2004), Wanderley Porcionato, o técnico contábil Wanderley Porcionato Júnior, o ex-presidente da comissão de licitações do município, Carlos Aparecido Nascimento, o ex-integrante da comissão de licitações, José Mario Sartori, o ex-diretor municipal de saúde (gestão 2005-2008), Julimar Pelizari, a fisioterapeuta Ivana Maria Porto Assef Boggio, a empresária Ana Candida Ribeiro Porto Assef e o advogado Ivan Bauab Assef.
A investigação comprovou que durante os mandatos consecutivos de Neto a frente do município, valendo-se das facilidades da sua condição de prefeito, junto com os outros integrantes do esquema, ele desviou recursos públicos em proveito próprio e dos demais participantes.
Em síntese, segundo a denúncia do procurador da República Uendel Domingues Ugatti, o desvio das verbas públicas ocorreu mediante a terceirização de todos os serviços de saúde do município ligados ao Piso de Atenção Básica (PAB). Houve ainda fraudes em procedimentos licitatórios, a compra de gêneros alimentícios e de hortifrutigranjeiros com recursos federais do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), sem o prévio procedimento licitatório e a emissão generalizada de notas fiscais “frias” pela prefeitura de Viradouro.
Para tanto, o ex-prefeito criou uma empresa fictícia, a Med Saúde Viradouro, e, com o auxílio dos chefes dos departamentos administrativos da prefeitura por ele nomeados, manipulou todos os procedimentos licitatórios pelo município, tornando-os viciados e dirigidos de forma que esta empresa fosse a vencedora em todos os certames.