16 de junho de 2011

Ratolândia Multiuso

video

Para quem vem acompanhando a história de um terminal turístico no Caiçara e acreditou, tem o dever de não votar mais quem estava lá atrás e vendeu muitas ideias para eleger, reeleger e ainda hoje alguns ainda povoam o governo, senão eleitos, como comissionados (quem viu o jogo de futebol semana passada sabe). Até ossos de baleia foram achados no local, parece que a desova foi feita pelo próprio poder público. Agora, o espaço é um aterro de entulho. Nesse vídeo há carros com o brasão do governo do Estado de São Paulo lá. O que estavam fazendo lá eu não sei.

8 comentários:

Anônimo disse...

Franz, eu acho que já transformaram o terminal do Caiçara em Ecoponto. Só falta a publicidade da lei no jornal. Quem sabe aquele restinho de entulho de fim de construção que eu tenho no fundo de casa eu não posso descarregar agora! Está meio distante de casa mas posso fazer esse sacrifício em nome do meio ambiente, até que as autoridades não criem os ecopontos. abçs

Anônimo disse...

Será que o caminhão do Rubão, que sai da cidade de Praia Grande por volta das 8 horas, que passe pela Ponte do Mar Pequeno deixando um cheiro insuportável de lixo, e que, de longe, percebe-se que ele está com excesso de peso, passa pela balança? Ou está entre os que não passam? Façam suas apostas:

Investigados por participação em suposto esquema de corrupção na balança para caminhões da Via Anchieta, em São Bernardo, 11 policiais militares foram afastados das suas funções. Eles são acusados de receber dinheiro para liberar a passagem de veículos com peso acima do permitido na via.
A corregedoria confirmou que os policiais foram presos administrativamente na semana passada, mas liberados na sequência. Atualmente, estão afastados das ruas, executando serviços administrativos. A polícia não divulgou detalhes sobre o modo como a suposta quadrilha agia. A corporação informou que há indícios da participação de outras pessoas – sem informar quem são os suspeitos. Também não se sabe quando os policiais militares começaram a operar o procedimento irregular.

A Polícia Militar disse ter procurado o Ministério Público para auxiliar nas investigações. O MP, no entanto, não se pronunciou, sob alegação de que ainda não tem conhecimento oficial sobre os fatos.

A Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes, também declarou não ter informações sobre o esquema. A empresa reforçou que o procedimento de liberação e autuação dos veículos na balança é feito somente por agentes do Departamento de Estradas e Rodagem e da Polícia Rodoviária. “A pesagem de veículos comerciais é de total interesse da Ecovias para garantir a segurança e a preservação do pavimento nas rodovias”, acrescentou a empresa.

O DER, por sua vez, informou que não tem responsabilidade pelos veículos retidos na balança.

O delegado seccional de São Bernardo, Rafael Rabinovici, afirmou que também não tinha conhecimento da prática na Anchieta, pois a Polícia Civil não tem responsabilidade de fiscalizar rodovias. “Entretanto, se for necessário o nosso auxílio para eventual investigação, permaneceremos à disposição.”

Anônimo disse...

Essa é demais!
Tem um vereador aqui da cidade propondo a troca das placas indicativas por novas contendo expressões em português, espanhol e inglês, em razão da copa do mundo! Isso só pode ser brincadeira! Cadê a placa indicativa bairro Ocian na via expressa antes do novo viaduto, as placas enferrujadas, as placas das vias preferenciais... O turista estrangeiro vem aqui, ver o quê? Long Beach City

Anônimo disse...

TC-037624/026/06
Contratante: Prefeitura Municipal da Estância Balneária de Praia Grande.
Contratada: Camapuã Construtora e Comércio Ltda.
Autoridade Responsável pela Abertura do Certame Licitatório, pela Homologação, Ordenador da Despesa e Autoridade que firmou o Instrumento: Maura Ligia Costa
Russo (Secretária de Educação).
Objeto: Execução de obras e serviços de engenharia visando
à construção de Unidade Escolar de Educação de Período Integral – EPI – Jardim Samambaia.
Em Julgamento: Licitação – Concorrência. Contrato celebrado
em 06-10-06. Valor – R$2.628.720,84. Justificativas apresentadas em decorrência da assinatura de prazo, nos termos do artigo 2º, inciso XIII da Lei Complementar
709/93, pelo Conselheiro Fulvio Julião Biazzi, publicada em
13-09-07.
Advogado: Wagner Barbosa de Macedo.
Auditada por: GDF-5 - DSF-II.
Auditoria atual: GDF-4 - DSF-I.
....
Tais desacertos acarretaram prejuízo à competição, vez que das 29 (vinte e nove) empresas que retiraram cópias do edital, apenas 06 (seis) apresentaram propostas, frustrando a finalidade da licitação que é a busca da proposta mais vantajosa à Administração, o que me leva à formação de juízo desfavorável da matéria.
Em face do exposto, voto pela irregularidade da licitação e do contrato envovendo a Prefeitura da Estância Balneária de Praia Grande e a empresa Camapuã Construtora e Comércio Ltda., bem como pela ilegalidade das despesas decorrentes, aplicando, em conseqüência, o disposto
nos incisos XV e XXVII do artigo 2º da Lei Complementar nº 709/93.
Fixo, ainda, o prazo de 60 (sessenta) dias, contados a
partir da expiração do prazo recursal, para que os interessados apresentem a esta Corte notícias sobre as providências adotadas em virtude da presente decisão.
Transcorrido o prazo recursal, bem como aquele fixado para a adoção das medidas cabíveis, remetam-se cópias das peças dos autos ao Ministério Público, para as providências de sua alçada.

Anônimo disse...

Vejam que as licitações são jogos de cartas marcadas. De 29 empresas interessadas, com uma manobra irregular, apenas duas disputaram o certame.
Em jogo mais de 2 milhões de reais.
Ai, sobra uma multa de 300 reais e está tudo certo.
Isso é uma vergonha!

Anônimo disse...

O que deve ser feito é colocar uma placa na entrada da cidade com os seguintes dizeres:
"Não entre, risco de morte"

Anônimo disse...

Franz,
O que te informaram sobre os vídeos do site da Câmara é mentira, pois eles possuem todos os vídeos gravados em DVD. Ocorre que a nova empresa não possui um servidor para vídeo conforme mencionava a Licitação Carta Convite 04/11. Eles estão hospedando os videos num servidor de vídeo "chinfrin" chamado VIMEO (similar ao YouTube).
Além do que umas das cláusulas determinava que os videos teriam que ter modo de avanço, pausa ou retrocesso, porém estão do mesmo modo, tendo que carregar o vídeo inteiro pra ver algo que interessa.

RECURSO COBRANÇA DE IRREGULARIDADE disse...

ABSURDO MAIOR É O AEROPORTO QUE DIZEM SERÁ CONSTRUÍDO EM PRAIA GRANDE QUE TERÁ 2600 M. DE PISTA. ORA SE ISTO FOR VERDADE HAVERÁ DE SER DESAPROPRIADO IMÓVEIS ATÉ O VIADUTO DA CURVA DO "S". BRINCADEIRA!!