28 de janeiro de 2010

Tragédia Anunciada na Rua Santa Bárbara na Vila Caiçara

video

Praia Grande fez 43 anos no último dia 19/01. Muito oba-oba na imprensa e muita fantasia que não corresponde à realidade de quem vive ou passa as férias aqui. Falta sobriedade de nossos governantes quando irresponsavelmente não colocam em seus dicionários a palavra CONSERVAÇÃO. Conservar o que é do povo é o mínimo que espera e um governo que zela pelo interesse público e não do interesse das empresas particulares que faturam com a desgraça alheia. Pagamos muitos impostos (impostos até de mais) para isso. Há milhares de funcionários para fazer este serviço e pagamos por isso. Não dá mais, em pleno Século XXI, achar que o povo é desinformado, idiota, burro, para tolerar o uso do dinheiro público em gastos que não abranjam a necessidade de todos. Estamos cansados do mau gasto do dinheiro público. Gastar mais de 5 milhões num imóvel alugado que não vai beneficiar a população foi demais, pior mesmo é pagar um aluguel exorbitante de mais de 50.000 reais por mês. Ora, o certo e justo, já que beneficiou o imóvel de terceiro, tido pela população como imóvel abandonado, que se fique 10 anos sem pagar aluguel. Mas o pior mesmo é o problema dos moradores da rua Santa Bárbara na Vila Caiçara. Vejam este vídeo e comprovem que os buracos estão tomando conta da rua e tudo leva a crer que é infiltração de água da chuva e se o problema não for resolvido, as casas poderão vir a baixo. E é bom que se diga que alguém vai morrer caso nada seja feito porque é evidente que esses buracos, na chuva, desaparecem, e se alguém cair ali, não vai mais pagar IPTU... Está na hora dos moradores desta rua depositarem em juízo o valor do IPTU e discutir na justiça se devem mesmo pagar impostos para a prefeitura haja vista que a contraprestação do que é pago de tributos não existe. Espero que esta população dê o troco nas urnas e não eleja nem Mourão e nem Cássio Navarro caso venham a ser candidatos para qualquer coisa.

3 comentários:

Sérgio disse...

Bom, Franz, ouso em discordar que a população seja bem informada.
se fosse, não teriam elegidos esses dois e tantos outros que estão por ai.
Exemplos de maus políticos não Praia Grande não faltam. Agora, exemplo de bom político não consigo achar. Aceito sugestões.
Franz, no Tude tem uma rua (Prof. Olavo Borges) que tem até ciclovia pra vc andar.
Há um mistério nessa rua. A Prefeitura asfaltou a rua há cerca de 3 meses. A Sabesp quebrou tudo. Até ai nada de anormal, né?
Ai a sabesp fez aquele remendo que só ela sabe fazer. Ficou ridículo.
A prefeitura resolveu asfaltar de novo, já que nessa rua vai ter feira.
Ai, já seria absurdo pois é nosso dinheiro que está sendo empregado ali (claro, a termaq por trás).
Rua bonita, asfalto novo, Sabesp já passou por ali, tudo em ordem. Certo? Não. A sabesp veio e abriu a rua de novo.
Ficou rídiculo para a Prefeitura e para a Sabesp.
Desta fez a prefeitura nem esperou a Sabesp. Foi e asfaltou de novo.
Bom, dinheiro do povo vai, dinheiro do povo vem, e estaria tudo em paz. Não esquecendo que se passou 3 meses desde o primeiro asfalto.
Só que agora a rua já tem uma cratera.
Dá uma passada lá e filma. Voce vai poder registrar o asfalto novo e a cratera, em frente ao mercado spagheti. Pena que não foi registrado os asfaltamentos e os buracos da Sabesp.

Sérgio disse...

Imagine você sendo dono de uma casa em Campos do Jordão avaliada em pelo menos 10 milhões de reais.
Imagine você sendo dono de um apartamento triplex no melhor bairro da Praia Grande.
Imagine você com casa no liotral norte, lancha, jet-sky e tudo o mais.
Imagine você construindo shopping center em lisboa.
Imagine você construindo várias casas em Maresias.
Imagine você sendo proprietário daquela áera no eucalipaus, daquela em frente ao campo da aviação, de outra ao lado do bairro Caieiras.
Imagine você com muito dinheiro, mas muito dinheiro mesmo.
Agora pense.
Com todo esse dinheiro você ainda quer mais? Pra que?
Que adianta ser dono de uma fortuna imensurável e viver numa cidade como a nossa? Num país como o nosso? Num mundo como o nosso?
Que tal você, que não imagino tudo isso pois você já tem isso tudo, mudar o mundo.
Pegue parte desses seus milhões, bilhões, junte-se a outras pessoas que são do seu círculo de amigos que possuem patrimônio parecido com o seu, e faça um mundo diferente.
Nada de, hipocritamente, fazer comentários dizendo que quer o melhor para a cidade, para o estado, para o país.
Distribua seu dinheiro entre aqueles que precisam.
A maior verdade do mundo é que não se leva dinheiro para o céu, muito menos para o inferno.
Faça como o autor deste blog, que pega sua bicicleta, sua câmera digital e "perde" (ganha) seu tempo construindo uma cidade melhor.
Fazre um teatro municipal (municipal?? Privado) em terreno de amigo, pagando aluguel de 50 mil reais, gastando 6 milhões de reais, criando área VIP para que você, sua família e seus amigos possam assistir todos os espetáculos de graça, comendo e bebendo sem pagar nada, enquanto que o povo tem que pagar 50 reais, não é fazer a cultura chegar ao povo.
Olho, que tal pegar aquele terreno ao lado da Caieiras, fazer, com seu próprio dinheiro, um teatro para os pobres, com ingresso custando 1 quilo de alimentos, chamar grupos que queiram fazer espetáculos de graça para os pobres, manter esse teatro com seu dinheiro, cobrar dos VIP não 1 quilo, mas 100 quilos de alimento, e tudo o que for arrecadado ser distribuído ao povo sofrido daquele bairro, isso sim é ser beneficente.
Mude o mundo, não seja mais um político como tantos os outros, faça a diferença.
Que tal? Ainda é tempo.
Uma vez li sobre um empresário do ramo de recauchutagem de pneus que pagava, do seu bolso (não da empresa), faculdade para todos os seus funcionários, e fazia isso para que o mundo que o filho dele vivesse fosse um mundo melhor.
Faça isso.
Distribua umas 100 bolsas de estudos para a população de Praia Grande. Distribua cestas básicas, mas do seu bolso, você tem, você pode.
Mude o mundo. Faça pelos seus filhos, pelos seus netos. Depois que as pessoas se vão, nada do que se ganha aqui se leva.
E além disso, seus filhos, netos, bisnetos já tem o suficiente para viver bem.
Pense nisso!
E para você, Franz, que já faz um mundo melhor por suas atitudes, parabéns.
Temos que ter conforto e lutar para isso, mas não podemos ter mais dinheiro do que podemos gastar.

anadorigon disse...
Este comentário foi removido pelo autor.