4 de dezembro de 2011

Festa de Iemanjá. Considerações.



Minha opinião é que essa festa é mal aproveitada. Acontece quando muitos veranista já estão aqui com suas famílias em Praia Grande de férias pronto para consumir. Neste período os restaurantes poderiam aderirem à essa manifestação popular e oferecer comidas típicas afro, com músicas ligadas à cultura e a religião afro. As lojas poderiam vender livros, CDs, lembranças, instrumentos musicais como atabaques, berimbaus, etc. Temos uma grande chance de alavancar nossa economia, basta inteligência governamental.

4 comentários:

Aristides Faria - Perfil disse...

Caro Amigo,

Sou Aristides Faria, Coordenador de Turismo e Eventos da Secretaria de Cultura e Turismo da Secretaria de Cultura e Turismo da Estância Balneária de Praia Grande.

Gostaria de agradecer pela publicação e comentários, que são positivos e reconhecem o potencial desse tão tradicional evento.

A Coordenadoria de Turismo e Eventos está trabalhando na reformulação do Festejo. Para tanto, estamos investindo em um 'raio-X' do evento.

Compartilho no link a seguir nosso Plano de Operacionalização, material desenvolvido antes da atual edição para orientar os investimentos da Administração e o planejamento operacional dos diversos organismos envolvidos.

http://www.slideshare.net/rhemhospitalidade/plano-de-operacionalizacao-festejo-de-iemanja-2011

E, a seguir, outro link onde consta um clipping dessa edição do Festejo de Iemanjá:

http://projetofuturodoplaneta.blogspot.com/2011/12/festejo-de-iemanja-2011-praia-grande-sp.html

Mantenha contato! Vamos trocar idéias!

Um forte abraço!

Sucesso sempre,

Aristides Faria
Coordenador de Turismo e Eventos

Franz Josef Hildinger disse...

Olá Aristides,

Estava pensando aqui sobre da Secretaria de Turismo criar um amplo programa para a festa de Iemanjá para o ano que vem que envolvesse restaurantes, lojas e eventos culturais de rua. Com os restaurantes, seria convencido de oferecer comidas típicas da Bahia por exemplo. Lojistas e ambulantes (cadastrados) poderiam vender instrumentos musicais, velas, etc. E trazer por exemplo os rituais para fora da praia como para as praças e calçadões afim de que o turista participe e ao mesmo tempo consuma alimentos e produtos (incluindo livros, charutos, e o que for possível para guardar de lembrança). Eu tenho um monte de ideias e acho que vocês também. Eu gostaria de manter contato se possível. Abraços.

adriana disse...

tomara que tudo de certo pois a festa tem que continuar, mas acho também que deveriam ver com muito carinho pois se continuar assim acho que aos poucos vai acabar tem que visar dinheiro concordo pois vem muita gente de fora mas também vamos dar oportunidades para todos sou de acordo de usou seu pedaço de terra deixe limpo se não multa fação tudo com respeito ate os pais de santo e tudo da certo tenho certeza e ate a santa vai ficar feliz e abençoar os governantes e os pais de santo.

Celia disse...

Qualquer evento em local público deve respeitar os termos da LC 118/95 que regulamenta sons, barulhos. Os rojões e fogos a noite toda foram um desrespeito.